Simpósio de Crítica de Mídia será no auditório do CCE e com transmissão ao vivo

19/09/2017 16:19

O I Simpósio de Crítica de Mídia  – Como criticam os que criticam? será transmitido via live-streaming, pelo site da Rádio Ponto UFSC neste link. O evento, que tem organização do Grupo de Pesquisa Crítica de Mídia e Práticas Culturais, com o apoio do POSJOR, mudou de local: será realizado no auditório Henrique Fontes, do CCE da UFSC.

Veja abaixo a programação completa: 

21 de SETEMBRO de 2017 – quinta-feira

 14h30: ABERTURA – Crítica de mídia como tarefa acadêmica

Profª Drª Gislene Silva  e

Pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo / UFSC

Profª. Drª. Rosana de Lima Soares

Pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Meios e Processos Audiovisuais / USP

[líderes do Grupo Crítica de mídia e Práticas Culturais no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq]

(30 minutos)

 

15h00: MESA 1 – Crítica de mídia em perspectiva aberta 

Profª Drª Vera Regina Veiga França – Mídia, dominação ideológica, recepção crítica: relendo o conceito de indústria cultural 

Pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação / UFMG (30 minutos)

Prof. Dr. José Luiz Aidar Prado – O que significa hoje fazer crítica midiática?

Pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica / PUC-SP (30 minutos)

Prof. Dr. Marcio Serelle  Reportagem autorreflexiva

Pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social- Interações Midiáticas / PUC-MG (30 minutos)

Mediadora: Profa. Dra. Terezinha Silva (UFSC)

 

17h00: Intervalo Café

 

17h30: CONVIDADA INTERNACIONAL

María Luísa Sánchez Calero

Departamento de Periodismo, Universidad Complutense de Madrid, Espanha

Crítica de cobertura periodística de catástrofes naturales

Mediadora: Profa. Dra. Gislene Silva (UFSC)

 

22 de SETEMBRO de 2017 – sexta-feira

09h30: Crítica de cinema e crítica de jornalismo pelos estudos da tradução

José Geraldo Couto – Crítica do juízo, juízo da crítica

Jornalista, crítico de cinema, tradutor (30 minutos)

Profª Drª Meta Zipser – Crítica das práticas de tradução no campo do Jornalismo

Pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução / UFSC (30 minutos)

 Mediador: Prof. Dr. Márcio Serelle (PUC-MG)

 

12h: Intervalo Almoço

 

14h: Crítica de cobertura jornalística

Profª Drª Terezinha Silva –  A Operação Lava Jato, a corrupção e o jogo de sombras na cobertura jornalística de um escândalo

Pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo / UFSC (30 minutos)

Profª Drª Daiane Bertasso –  O discurso das notícias sobre violência contra mulher

Pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo / UFSC (30 minutos)

Prof. Dr. Rogério Christofoletti – Sete teses para uma autocrítica dos observatórios de mídia

Pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo / UFSC (30 minutos)

Mediadora: Profa. Dra. Rosana Soares de Lima (USP)

 

16h00: Intervalo Café

 

16h30: Painel: jovens pesquisadores (15 minutos para cada)

Drª Juliana Doretto (FIAM/FAAM) –  “É nóis”?: Os critérios de noticiabilidade do “Repórter Rá Teen Bum”

Drª Andrea Limberto (grupo MidiATO) –  Crítica de formatos digitais a partir de experiências em Web Art

Thiago Siqueira Venanzoni, doutorando (ECA/USP) –  Os modos da crítica em formas audiovisuais

Lívia de Souza Vieira, doutoranda (UFSC) –  Etnografia como uma metodologia para crítica de mídia

Isadora Ribeiro, mestranda (UFSC) – Crítica das representações sociais de ruralidade em Globo Rural revista

Mediadora: Profa. Dra. Juliana Doretto (FIAM/FAAM)

 

18h00: Encerramento

Pesquisadora do Posjor lança livro no 8º Congresso Internacional de Ciberjornalismo

10/09/2017 10:50

A professora Raquel Longhi é uma das organizadoras de mais um livro da Rede Jortec, que será lançado dia 28 próximo, no 8º Congresso Internacional de Ciberjornalismo, em Campo Grande.

O livro, “Pensar em rede, Pesquisa Aplicada em Jornalismo e Tecnologias Digitais”, é resultante do projeto de pesquisa “Produção colaborativa de pesquisa aplicada visando à experimentação e criação de inovações tecnológicas digitais nos processos de captação, produção, transmissão e distribuição de conteúdos jornalísticos nas convergentes plataformas comunicacionais”, que teve financiamento do CNPq, e é resultado do intercâmbio de projetos de pesquisadores de oito estados brasileiros. Apresenta ainda, um panorama da trajetória de pesquisa da Rede Jortec desde sua criação, em 2008.

Longhi participa com dois capítulos, um assinado com o colega organizador Marcelo Träsel, que faz um levantamento da produção da rede Jortec em seus nove anos de existência e outro em parceria com a pesquisadora Elaide Martins, que trata sobre Transmídia, Hipermidia e conceitos afins. Do Nephi-Jor, também participa da obra a professora Rita Paulino, vice-coordenadora do Nephi-Jor.

A edição do livro é da Rede Jortec com a Editora da UNIFAP – Universidade Federal do Amapá, e tem como organizadores, além da professora coordenadora do Nephi-Jor, os pesquisadores Marcelo Träsel, Rodrigo Botelho e Walter Teixeira Lima Júnior.

Longhi está presente ainda, no livro “Performance em Ciberjornalismo. Tecnologia, Inovação e Eficiência”, organizado por Gerson Martins, Lucas Reino e Thaisa Bueno, do Grupo Ciberjor, da UFMS, que também
será lançado no evento. Este, disponível também em e-book é resultante do 6º Congresso Internacional de Ciberjornalismo, realizado em 2015, no qual a pesquisadora apresentou a palestra“Ciberjornalismo no Brasil e o texto longform”, que integra um dos capítulos.

O Ciberjor terá ainda outros lançamentos, que podem ser conferidos aqui.

Mudanças no local e no modo de inscrição do minicurso sobre a cobertura jornalística de desastres naturais

05/09/2017 12:04

Com o objetivo de melhorar a experiência dos participantes do minicurso O discurso e a apresentação de catástrofes naturais nos meios de comunicação espanhóis – Estudo de 250 matérias informativas dos principais canais de televisão na Espanha, ministrado pela Dra. María Luisa Sánchez Calero, a organização realizou mudanças nos locais e no modo de inscrição.

As atividades dos dias 18 e 19 de setembro ocorrerão na sala Hassis e no dia 20 na sala Drumond. Para participar é preciso realizar a inscrição presencialmente preenchendo a lista de participantes colocada no mural do POSJOR. Os horários seguem os mesmos. As aulas acontecerão na segunda-feira, terça-feira e quarta- feira, das 8h as 12h, e na quinta-feira, das 15h as 18h. A organização do minicurso limitou o número de vagas para 25 participantes.

Com carga horária de 15 horas, o minicurso equivale a uma disciplina de 01 crédito e discutirá a transmissão feita diariamente pelos meios de comunicação espanhóis sobre catástrofes naturais, construindo uma narrativa que a sociedade assume sem se deter em analisar os critérios escolhidos para a elaboração destas matérias informativas. O objetivo é promover uma visão crítica sobre a forma e o enquadramento utilizados pelos canais de televisão, a partir da análise de seus discursos, imagens, cenários e fontes ouvidas.

María Luisa Sánchez Calero é professora desde 2006 do Departamento de Estudos sobre a Mensagem Jornalística na Universidade Complutense de Madri e já participou de 12 projetos de pesquisa relacionados com a informação e os meios de comunicação. Autora de diversos livros na área, Calero é também assessora do Instituto de Estudios de Comunicación Especializada (AI-EC) e membro da Sociedad Española de Periodística (SEP) e da Asociación Iberoamericana de Sociología de las Organizaciones (AISO).

Estudantes e professores do POSJOR participam do Intercom Nacional e Colóquio Argentina-Brasil com dezenas de trabalhos

04/09/2017 08:32

 

Os estudantes e professores do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da UFSC terão intensa participação no 40º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, Intercom 2017, que se realiza em Curitiba, na Universidade Positivo, desde este domingo, dia 3 de setembro, até o próximo sábado, dia 9. Vão ministrar palestras, oficinas, coordenar mesas, apresentar dezenas trabalhos sobre as pesquisas que desenvolvem no POSJOR e lançar livros. A participação se dará nos vários eventos que compõem o Intercom 2017 como o Ensicom, o Fórum de Rádios e Tvs Universitárias, o Publicom, Intercom Júnior(como orientadores) e, especialmente, no XVII Encontro dos Grupos de Pesquisas em Comunicação. Na sequência do Congresso, dias 11 e 12 de setembro, também a Intercom promove o VI Colóquio Argentina-Brasil de Ciências da Comunicação, na Universidad Nacional de Entre Rios (UNER), na Ciudad de Paraná, Argentina. Igualmente neste evento haverá representação do nosso Programa. Confira a seguir toda a programação do POSJOR nos diversos eventos.

 

——————————-

 Programação do POSJOR no 40º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação

INTERCOM 2017

  

FORUM ENSICOM 2017 – Seminário sobre o ensino de graduação em Comunicação Social (dia 5 de setembro)

 Mesa 1. Mundo do Trabalho e a Formação Acadêmica: Diploma para quê? – Avaliação, realidade e necessidades para formação profissional. Diretrizes Curriculares 

Diploma pra quê? Os jornalistas e a  defesa do curso superior específico e da qualidade do ensino 
Expositora: prof. Dra. Valci Zuculoto


Mesa 3. Mesa Redonda com representantes das áreas da Comunicação – Mundo do Trabalho e Formação Acadêmica/ Profissional – Avanços? Quais?

A qualidade de Ensino – Uma proposta a partir da Experiência de Jornalismo – A necessidade dos Projetos de Extensão e a qualidade das pesquisas na área de Comunicação
Expositor: prof. Dr. Eduardo Meditsch

——————————–

 Fórum de Rádios e TVs Universitárias ( dia 6 de setembro)

Coordenação: Iluska Coutinho; Ariane Pereira; Valci Zuculoto

 

As particularidades do rádio e da TV universitária: debates e busca por soluções

 Coordenação de mesa (TV): profa. Dra. Carlida Emerim (UFSC/ Rede Telejor) e Cláudio Márcio Magalhães (ABTU/ Grupo UNA)

 

Em busca de redes: reunião de avaliação final

Mediação: Valci Zuculoto (UFSC) e Ariane Pereira (UNICENTRO/ INTERCOM)

 ——————————–

 XVII Encontro dos Grupos de Pesquisas em Comunicação

e Intercom Júnior

(dias 7 e 8 de setembro)

 

GP Comunicação e Desenvolvimento Regional e Local

Trabalho: O Jornalismo como midiatizador da cultura indígena na Amazônia

Autor: Pollyana Dourado dos Santos

————————–

GP Games

Trabalho:  Newsgames, por onde começar?

Autor:  doutorando Carlos Marciano

————————–

GP Políticas e Estratégias de Comunicação

Trabalho: Inovação no jornalismo: uma proposta estratégica a partir dos Estudos de Tendências

Autora: Doutoranda Ana Marta Moreira Flores

————————–

GP Gêneros Jornalísticos

Trabalho: Investigadora das ruas: A experiência da flânerie na narrativa da repórter Neide Duarte

Autora: doutoranda Magali Moser

————————–

 Oficina:  Como pensar os newsgames: a arte de unir jogos e jornalismo

Autor: doutorando Carlos Marciano

————————–

 Intercom Júnior – DT Jornalismo

Trabalho:  Dificuldades e Tensionamentos do Exercício Crítico: Análise da Última Coluna da Ombudsman Vera Guimarães Martins

Autora: mestranda Diana de Azeredo

Coautor:  prof. Dr. Demétrio de Azeredo Soster (orientador – Unisc)

————————–

 GP Rádio e Mídia Sonora

Trabalho: A constituição histórica da presença da mulher no radiojornalismo esportivo brasileiro.

Autora: mestranda Ediane Teles de Mattos

Coautora: prof. Dra. Valci Regina Mousquer Zuculoto

 

————————–

 Intercom Júnior – DT Jornalismo

Trabalho: Jornalismo em Debate: Cultura do Estupro e Representação da Mulher na Mídia

Autor(es): mestrando Guilherme Longo e graduanda Beatriz Clasen

Coautor(as): doutoranda Juliana Betti  e profa. Dra. Valci Zuculoto (orientadoras)

————————–

  GP Semiótica da Comunicação

Trabalho: Da Semiótica Discursiva a uma proposta de análise de produtos audiovisuais no Webjornalismo

Autora: doutoranda Ingrid Pereira de Assis

Coautora: profa. Dra. Cárlida Emerim

————————–

 GP História do Jornalismo

Trabalho: Da poética da janela ao olho da rua: a formação da narrativa jornalística

Autora: pós-doutoranda Jeana Laura da Cunha Santos

 

Trabalho: Jornalismo vigilante: indícios e interconexões históricas entre Jornalismo e vigilância

Autor Ricardo José Torres (UFSC)

——————————–

GP Estudos de televisão e televisualidades

Trabalho:  “Só eu sei quantas lágrimas derramei” Uma análise da recepção de pessoas trans sobre a série “Quem sou Eu?”

Autora: Fernanda Nascimento – doutoranda no Programa de Pós-graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas (UFSC).

Coautoras: mestranda Jessica Gustafson (POSJOR/UFSC) e Joana Maria Pedro – Profa. Dra. Departamento de História e dos Programas de Pós-Graduação em História e Interdisciplinar em Ciências Humanas da UFSC

———————–

 GP Rádio e Mídia Sonora da Intercom

Trabalho: Direitos e representação da mulher latino-americana no rádio: uma análise do programa Jurado n.131

Autora: doutoranda Juliana Gobbi Betti

Coautor: prof. Dr. Eduardo Meditsch

——————————–

GP Rádio e Mídia Sonora

Trabalho: A programação no rádio AM +FM: especificidades de um meio em migração

Autora: doutoranda Karina Woehl de Farias

———————————

 GP Rádio e Mídia Sonora

Trabalho: O Contraditório na Cobertura do Afastamento de Dilma Rousseff pelo Programa A Voz do Brasil

Autora: mestranda Luciana Paula Bonetti Silva

———————————

 GP  Comunicação e Cultura Digital

Trabalho: A audiência que também é produtora: reflexos no papel do gatekeeper

Autora: mestranda Luciana Wasum Carvalho

——————————–

 GP Políticas e Estratégias de Comunicação

Trabalho: A novidade estética do desastre da Samarco como acontecimento jornalístico 

Autor : mestrando Luis Gustavo Varela

Coautor: prof. Dr. Carlos Augusto Locatelli

—————————

 GP Gêneros Jornalísticos

Trabalho: Jornalismo das Coisas (JoT): Inovação e Apropriação da Internet das Coisas em dispositivo vestível para publicação de notícias e os desafios para jornalistas

Autor: doutorando  Marcelo Barcellos

——————————–

 GP Conteúdos Digitais e Convergências Tecnológicas

Trabalho: O Ensino do Jornalismo Digital e de Inovação no Brasil sob as Novas Diretrizes Curriculares Nacionais

Autores: doutorandos Kérley Winques e William Robson Cordeiro

Coautor: doutorando Marcelo Barcellos

——————————–

GP Fotografia

Trabalho: Aproximações entre Fotografia e Jornalismo para uma Expressividade do Fotojornalismo

Autor: mestrando Marcelo de Franceschi dos Santos

 

Trabalho: Do impresso às telas: o que muda na fotografia jornalística?

Autores: Raquel Ritter Longhi e Sílvio da Costa Pereira

——————————–

GP Jornalismo Impresso

Trabalho: A linguagem do engajamento: como os jornais buscam gerar envolvimento junto à sua base de fãs no Facebook

Autora: mestranda  Ingrid Cristina dos Santos.

Coautor: doutorando Marcelo Barcellos

 

Trabalho: Jornalismo e Cotidiano: a cobertura jornalística sobre o caminhar na cidade

Autora: doutoranda Míriam Santini de Abreu

 

——————————–

GP  Conteúdos digitais e convergências tecnológicas

Trabalho: Proposta De Categorização De Aplicativos Televisivos Com Conteúdo Telejornalístico a Partir Da Interatividade

Autora: Tássia Becker Alexandre (mestre pelo POSJOR e doutoranda pela Unisinos)

Coautor(a): doutoranda Mariane Pires Ventura

 

Trabalho: Jornalismo Imersivo de Realidade Virtual: Uma análise do documentário brasileiro Rio de Lama

Autor: doutorando Luciano Gonçalves da Costa

——————————–

GP  Telejornalismo

Trabalho: TJUFSC e o ensino da prática intensiva de ao vivo no telejornalismo

Autora: Carlida Emerim

 

—————————-

GP  Teoria do Jornalismo

Trabalho: Circuitos de cultura e classes sociais: um protocolo para investigar a cobertura jornalística de homicídios

Autor:  mestrando Anderson Dias Silveira

—————————-

GP Teoria do Jornalismo

Título trabalho: Contribuições de Pierre Bourdieu para o Campo Jornalístico

Autor: doutorando Edwin dos Santos Carvalho

 

Trabalho: O jornalismo como prática discursiva de transformação social ou de manutenção das desigualdades de gênero?

Autora: mestranda Jessica Gustafson Costa

Coautora: Fernanda Nascimento – doutoranda Programa de Pós-graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas (UFSC).

 

Trabalho: Jornalismo e humanização: Heranças eurocêntricas no pensar e no fazer jornalísticos

Autor: Jorge Kanehide Ijuim

 

Trabalho: Cidadania real e potencial na Teoria do Jornalismo de Adelmo Genro Filho

Autora: Doutoranda Criselli Montipó

 

Trabalho: A flanerie como um deslumbrar do fazer jornalístico

Autora: Mestranda Francielli Cristina Campiolo

 

Trabalho: A internet como espaço para resgate da identidade profissional do jornalista

Autores: Mestrandos Frederico Santos Marques de Carvalho e Sidney Marlon de Azevedo

 

Trabalho: Do flâneur ao repórter: a alma encantadora das ruas pede a volta do jornalista

Autores: Doutoranda Géssica Gabrieli Valentini; Professor Jorge Kanehide Ijuim

—————————-

GP Comunicação e Esporte

Trabalho: Força, Chape?! Narrativas da rivalidade futebolística em jornais catarinenses antes e depois da queda do voo LaMia 2933

Autor:  doutorando Matheus Simões Mello

—————————-

 GP Rádio e Mídia Sonora

Trabalho: Produção jornalística nas emissoras de rádio públicas de Joinville:resultados e apontamentos

Autor: doutorando Matheus Simões Mello

Coautor: Bruna Hammes (graduada em Jornalismo – Ielusc).

——————-

GP Rádio e Mídia Sonora

Trabalho: Rotinas e produtos jornalísticos: radiojornalismo no interior do Maranhão

Autor: doutoranda Nayane Cristina Rodrigues de Brito

——————————–

GP de Comunicação e Cidadania

Trabalho: A globalização e seu impacto sobre o consumo e a identidade cultural nas favelas do Rio De Janeiro

Autora: mestranda Paula Passos

——————————-

GP Comunicação e Esporte

Trabalho: Rivalidade na pós-modernidade: como a dupla GreNal se tornou uma das maiores rivalidades clubísticas do mundo

Autora: mestranda Thalita Neves

——————————–

 GP Rádio e Mídia Sonora

Trabalho: Registros históricos dos tempos recentes da Rádio Nacional do Rio de Janeiro – de emissora comercial nacional a rádio pública local?

Autora: prof. Dra Valci Zuculoto

——————————–

Workshop: 8 de setembro de 2017

“Ferramentas gratuitas para produção de grandes reportagens multimídia”

Ministrante: Doutoranda Kérley Winques

 

A programação detalhada e os anais com os trabalhos completos do Intercom 2017 podem ser acessados emhttp://portalintercom.org.br/eventos1/congresso-nacional/20173

 

——————————–

VI Colóquio Argentina-Brasil de Ciências da Comunicação

11 e 12 de setembro, na Universidad Nacional de Entre Rios (UNER)

Ciudad de Paraná, Argentina

Trabalho: O poder disruptivo das mídias sociais: democracia e jornalismo permeados por múltipas formas de engajamento

Autor: doutorando Ricardo José Torres

Mais informações sobre o IV Colóquio Argentina-Brasil estão no link http://portalintercom.org.br/publicacoes/jornal-intercom/banner-da-home/2015/11/estreia-2/vi-coloquio-binacional-argentina-brasil-seleciona-artigos

Professora do POSJOR recebe Prêmio Luiz Beltrão de Ciências da Comunicação durante o Intercom Nacional, em Curitiba

04/09/2017 08:30

A professora e pesquisadora do POSJOR Valci Regina Mousquer Zuculoto recebe no próximo dia 8 de setembro, durante o 40º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, em Curitiba, o Prêmio Luiz Beltrão 2017, na categoria liderança emergente. O Prêmio Luiz Beltrão reconhece a excelência do trabalho realizado por pesquisadores e instituições que se destaquem no meio acadêmico, na área de Ciências da Comunicação. A homenagem é concedida a quem produz trabalhos relevantes na área e contribui para consolidar o prestígio das comunidades acadêmica e profissional brasileiras.  Esta é a terceira vez que um professor do nosso Programa recebe a distinção. Esta mesma premiação já foi conferida a dois outros docentes do POSJOR: Eduardo Meditsch conquistou em 2003 e Rogério Christofoletti em 2010.   A solenidade de  entrega dos diplomas e homenagens aos premiados desta edição será na próxima sexta-feira, dia 8 de setembro, às 19h, no Auditório do Radisson Hotel, na avenida Sete de Setembro, 5190, no bairro Batel, em Curitiba.

 

Os vencedores do Prêmio Luiz Beltrão de 2017 são:

Maturidade acadêmica: Doris Fagundes Haussen (PUCRS)

Liderança emergente: Valci Zuculoto (UFSC).

Grupo inovador: AudioLab (UERJ)

Instituição paradigmática: Asociación Latinoamericana de Investigadores de la Comunicación (ALAIC)

 

E o vencedor do Prêmio José Marques de Melo deste ano é:

Maturidade Acadêmica Regional: Paulo César Boni (UEL)

 

Instituído em 1997, o Prêmio Luiz Beltrão é uma homenagem ao pioneiro da pesquisa científica em comunicação no Brasil, reconhcendo a excelência do trabalhado realizado nas universidades por docentes e pesquisadores bem como por entidades que fomentam estudos ou desenvolvem projetos comunicacionais relevantes para o desenvolvimento sociocultural. Os candidatos ao prêmio, em cada uma das categorias, são indicados anualmente pela comunidade acadêmica da área, cabendo a decisão final a um júri presidido pelo fundador da INTERCOM, Prof. Dr. José Marques de Melo. Integram esse colegiado, composto por 28 personalidades, os antigos e a atual presidente dessa associação, bem como pelos vencedores da categoria maturidade acadêmica em anos anteriores.Em 2013, a INTERCOM também instituiu o Prêmio José Marques de Melo para Maturidade Acadêmica Regional, com o vencedor indicado pela Diretoria da Intercom, Assim, anualmente passou a reconhecer dois nomes como Maturidade Acadêmica. Um nome de abrangência nacional, que recebe o Prêmio Luiz Beltrão na categoria Maturidade Acadêmica, e um nome de abrangência regional que recebe o Prêmio José Marques de Melo de Maturidade Acadêmica Regional.

Minicurso discute a cobertura televisiva de catástrofes naturais na Espanha

01/09/2017 12:54

De 18 a 21 setembro será realizado na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) o minicurso O discurso e a apresentação de catástrofes naturais nos meios de comunicação espanhóis – Estudo de 250 matérias informativas dos principais canais de televisão na Espanha, ministrado pela Dra. María Luisa Sánchez Calero, professora da Faculdade de Ciências da Informação, na  Universidade Complutense de Madri (Espanha).

A atividade faz parte das comemorações de 10 anos do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo (POSJOR) e integra o I Simpósio de Crítica de Mídia – Como criticam os que criticam?, que terá a programação divulgada em breve, realizado pelo Grupo de Pesquisa Crítica de Mídia e Práticas Culturais, com apoio do POSJOR, do Centro de Comunicação e Expressão (CEE) e da UFSC.

Com carga horária de 15 horas, o minicurso equivale a uma disciplina de 01 crédito e  discutirá a transmissão feita diariamente pelos meios de comunicação espanhóis sobre catástrofes naturais, construindo uma narrativa que a sociedade assume sem se deter em analisar os critérios escolhidos para a elaboração destas matérias informativas. O objetivo é promover uma visão crítica sobre a forma e o enquadramento utilizados pelos canais de televisão, a partir da análise de seus discursos, imagens, cenários e fontes ouvidas.

María Luisa Sánchez Calero é professora desde 2006 do Departamento de Estudos sobre a Mensagem Jornalística na Universidade Complutense de Madri e já participou de 12 projetos de pesquisa relacionados com a informação e os meios de comunicação. Autora de diversos livros na área, Calero é também assessora do Instituto de Estudios de Comunicación Especializada (AI-EC) e membro da Sociedad Española de Periodística (SEP) e da Asociación Iberoamericana de Sociología de las Organizaciones (AISO).

As aulas acontecerão na segunda-feira, terça-feira e quarta- feira, das 8h as 12h, e na quinta-feira, das 15h as 18h.

As inscrições devem ser feitas na secretaria do POSJOR, no CEE.

Defesa de Mestrado: Isadora Ribeiro

30/08/2017 11:01

A mestranda Isadora Ribeiro defenderá na próxima quinta-feira, 31 de agosto, a  dissertação “Representações sociais da ruralidade brasileira na revista Globo Rural (1985-2015), orientada pela professora Gislene da Silva. A defesa é aberta ao público e terá início às 16h30.

A banca será composta pelas professoras Daiane Bertasso e Daisi Vogel, examinadoras internas (POSJOR) vinculadas à Linha de Pesquisa Jornalismo, Cultura e Sociedade, e pelo professor Luiz Gonzaga Motta, examinador externo (UnB) e professor visitante do POSJOR entre agosto de 2013 e julho de 2015.

Professores e estudantes do POSJOR concorrem nas eleições à diretoria do Sindicato e Comissão de Ética dos Jornalistas de Santa Catarina

21/08/2017 19:08

Os professores do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da UFSC Rogério Christofoletti, Rita Paulino e Valci Zuculoto, a doutoranda Marli Vitali e o recém mestre pelo POSJOR Leonel Camasão  integram a “Chapa 1- Resistência e Luta”, que disputa as eleições para a nova diretoria do Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina e a próxima Comissão Estadual de Ética. Do Curso de Graduação , também fazem parte da chapa o professor Ivan Giacomelli e vários profissionais formados pelo Jornalismo da UFSC.

As eleições ocorrem nestas quarta e quinta-feiras, dias 23 e 24 de agosto. A votação será on line em todo estado e, na capital, também haverá urnas para cédula em papel – uma volante e outra fixa na sede do SJSC. Podem votar os jornalistas associados do Sindicato que estão em dia com suas contribuições. A “Resistência e Luta” foi a única chapa que se inscreveu para disputar as eleições, realizadas a cada três anos.

O professor Rogério Christofoletti e a doutoranda Marli Vitali concorrem à Comissão de Ética. A professora Valci Zuculoto é candidata à vice-presidência da entidade e a docente Rita Paulino à diretora na Comissão de Comunicação. O jornalista Leonel Camasão, que em julho defendeu sua dissertação de mestrado no POSJOR, disputa o cargo de Tesoureiro da entidade. A chapa é encabeçada pelo jornalista Aderbal João da Rosa Filho, o Deba, um dos vários candidatos Chapa 1 formados pelo Jornalismo da UFSC.

Confira a seguir o manifesto de apresentação e a nominata completa da Chapa 1 e das candidaturas à Comissão de Ética.
 

Em defesa dos jornalistas, do jornalismo e da democracia

A esmagadora maioria da população de países periféricos como o Brasil vive um momento de negação de qualquer perspectiva de desenvolvimento. Na divisão internacional do trabalho comandada pelas forças de mercado, está sendo imposta uma receita de retirada de direitos sociais e trabalhistas, privatizações e retrocessos que atropelam quaisquer aspirações democráticas.

O golpe perpetrado no Brasil em 2016, com apoio dos grandes conglomerados de mídia, viabilizou um cenário de imposição de contrarreformas que retrocedem as lutas dos trabalhadores brasileiros e as conquistas sociais obtidas com a Constituição de 1988 – ápice do processo de redemocratização nacional pós-ditadura de 1964 – em mais de um século.

As reformas trabalhista e da previdência são óbvias opções do empresariado em diminuir ainda mais os custos da mão-de-obra e maximizar lucros, sob o falso argumento de modernizar o Estado, as relações de trabalho, alavancar a economia e gerar empregos.

Depois de três décadas de democracia e de avanços parciais nas políticas de inclusão social, o Brasil voltou a uma situação onde o Estado Democrático de Direito e vontade soberana do povo foram atropelados. Neste cassino, os valores humanitários para a vida social, construídos ao longo de séculos, foram vilipendiados.

Os jornalistas, que nos últimos 10 anos sofrem com o aprofundamento da desvalorização de seu trabalho, com demissões, pejotização e contratos precários, vivenciam também – como toda a classe trabalhadora – um feroz ataque à sua organização, com a tentativa de sufocar e fragilizar suas entidades sindicais via cortes de custeio e retirada de direitos.

Nos dias atuais, o próprio Jornalismo está ameaçado como atividade fundamental para assegurar à sociedade seu direito à informação qualificada, através do relato cotidiano da verdade factual.

Ciente dos desafios que estão colocados, a chapa 1 – Resistência e luta – dispõe-se a prosseguir conduzindo o 
Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina no rumo histórico do movimento sindical dos jornalistas brasileiros de defesa da democracia, da liberdade de manifestação do pensamento e de imprensa, e da valorização da profissão e dos jornalistas.

Por isso, além de pedir o voto de confiança de nossos colegas, convidamos todos a fortalecerem nossas entidades representativas, o SJSC e a FENAJ, e a assumirem conosco o compromisso de marcharmos juntos no combate a todo o tipo de retrocesso que impeça o povo brasileiro de ser dono de seu destino.

“Chapa 1- Resistência e Luta” – nominata

Cargo Nome
Presidente Aderbal João da Rosa Filho
Vice-presidente Valci Regina Mousquer Zuculoto
Secretária Geral Mylene Gonçalves Margarida Nunes
1º Secretário Fábio Felipe Bispo de Souza
Tesoureiro Leonel David Jesus Camasão
1º Tesoureiro Hilton Andre Soares Maurente
Suplente Fabiano Peres da Silva
Suplente Larissa Oliveira Linder
Suplente Marcus Leonardo Selau Bruno
Suplente Patrick Pereira Rodrigues
Suplente Rafael Machado da Costa
Suplente Vinicius Eduardo do Prado Pinto
Com. Sindicalização Gabriel Shiozawa Coelho
Com. Sindicalização Jeferson Luiz Acevedo Junior
Com. Sindicalização Fabíola de Souza
Sup. Com. Sindicalização Gilvan Felipe Teixeira da França
Com. Comunicação Linete Braz Martins
Com. Comunicação Michele de Mello
Com. Comunicação Rita de Cássia Romeiro Paulino
Sup. Com. Comunicação Victor Oliveira de Miranda
Cons. Fiscal Tânia Machado de Andrade
Cons. Fiscal Cristina De Marco
Cons. Fiscal Ricardo Leandro de Medeiros
Sup. Cons. Fiscal Sônia Regina da Silva
Sup. Cons. Fiscal Celso Vicenzi
Sup. Cons. Fiscal Andrieli Trindade
Delegado FENAJ Hermínio Pires Nunes
Delegado FENAJ Lourdes Maria Sedlacek Pereira
Sup. Delegado FENAJ Janine Koneski de Abreu
Sup. Delegado FENAJ Alexandre Cruz
Comissão Estadual de Ética
Com. Ética Ivan Giacomelli
Com. Ética Eumar Franco da Silva
Com. Ética Rogério Christofoletti
Com. Ética Sandra Werle
Com. Ética Marcos Bedin
Com. Ética Marli Vitali

(com informações do site do Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina http://sjsc.org.br/ )

Pesquisadora do Posjor oferece palestra sobre narrativas e jornalismo imersivos em simpósio na Unisc

20/08/2017 12:37

Acontece entre os dias 22 e 23 de agosto, o Simpósio Internacional de Leitura, Literatura e Mídia, dentro do grande evento Percursos Interdisciplinares em Letras. O evento interliga os Cursos de Comunicação Social e Letras da Unisc, em Santa Cruz do Sul (RS), com pesquisas e dissertações desenvolvidas dentro do Programa de Pós-graduação em Letras, com o objetivo de agregar áreas do conhecimento que dialogam historicamente com a literatura.

A coordenadora do Posjor, Raquel Ritter Longhi (UFSC) estará no dia 23, às 19h, com a temática “Narrativas imersivas no mundo virtual”, que dialoga com os novos meios de interação digital. O evento ocorre no bloco 18 da Unisc.

A imagem pode conter: texto

E na quinta-feira, 24/08, a pesquisadora oferece a oficina “Jornalismo Imersivo: como contamos histórias em 360º?”, às 14 horas, no bloco 10, na sala 1006. As inscrições para a oficina podem ser realizadas através do e-mail percursos@unisc.br com vagas limitadas.

O Simpósio Internacional de Leitura, Literatura e Mídia ainda promove na quarta-feira, 23, das 13h30 às 15h o painel temático Narrativas midiáticas com os professores Antonio Fausto Neto (Unisinos) e Demétrio de Azeredo Soster (Unisc), no bloco 10, sala 1004.

Aos participantes da oficina, recomenda-se que instalem os aplicativos NYTVR, 6X9 (The Guardian), Rio de Lama e Estadão Realidade Virtual no celular para melhor aproveitamento da oficina.

Resultado do processo seletivo para alocação de bolsas para alunos do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo – POSJOR/UFSC

14/08/2017 00:21

A Comissão Permanente de Bolsas, instituída pela Portaria 31/POSJOR/2017, no uso de suas atribuições e tendo em vista o Edital 01/CPB/POSJOR/2017, a Resolução 01/POSJOR/2014, a Portaria n°. 76/CAPES/2010, a Resolução n°. 40/CPG/2010 e a Portaria Conjunta CAPES-CNPq n°. 01/2010, torna público o RESULTADO do Processo Seletivo para Alocação de Bolsas para Alunos do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo – Posjor/UFSC. CLIQUE AQUI