Núcleo Apoio Pedagógico

O Núcleo de Apoio Pedagógico à Graduação (NAPG) é uma iniciativa gerada pelo Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais Brasileiras, o Reuni. Criado em 2011, o NAPG é composto por bolsistas do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo (POSJOR) que têm como objetivo dar suporte técnico e pedagógico ao curso de Jornalismo da UFSC em diversas ações.

Objetivo Geral

  • Atender a uma das diretrizes do Reuni, qual seja oferecer ações de suporte da Pós-Graduação ao desenvolvimento e aperfeiçoamento qualitativo dos cursos de graduação.

Objetivos Específicos

  • Aproveitar o potencial dos bolsistas Reuni, vinculados ao Posjor, de modo a incluí-los em atividades de orientação, colaboração e apoio em produtos laboratoriais desenvolvidos pelo Curso de Graduação em Jornalismo;
  • Definir espaços de atendimento aos discentes de Graduação com dificuldades de aproveitamento em disciplinas ministradas pelo Departamento de Jornalismo;
  • Oferecer apoio ao desenvolvimento de projetos, produtos laboratoriais, disciplinas, material didático e afins;
  • Dar apoio a alunos de graduação em disciplinas curriculares, através de Planos de Trabalho, que podem contemplar: planejamento de ensino; preparação de material didático; atendimento extraclasse aos alunos; ministrar aulas práticas e trabalhos de campo (supervisionadas pelo docente responsável pela disciplina); ministrar aulas teóricas (supervisionadas pelo docente responsável pela disciplina); utilização e disseminação do Moodle presencial.

O NAPG funciona a partir da elaboração de Planos de Atividade, propostos pelos bolsistas, com a aprovação nas instâncias dos Cursos de Graduação e Pós-Graduação em Jornalismo, e do Departamento de Jornalismo. Demandas específicas da graduação também são atendidas pelos bolsistas, como o acompanhamento pedagógico de alunos, por exemplo.

Em 2012 e 2013, os bolsistas do NAPG ofereceram minicursos, deram suporte a disciplinas regulares da graduação, ministraram aulas de reforço para intercambistas, fizeram pesquisa junto a alunos e professores sobre demandas da graduação, e prestaram atendimento em horários previamente marcados antes das provas e trabalhos de final de semestre.