Área de Concentração

A produção de conhecimento e a formação de pesquisadores no Mestrado e no Doutorado em Jornalismo da UFSC direcionam-se a uma única área de concentração: o Jornalismo.

Hoje em dia, os Estudos em Jornalismo situam-se internacionalmente na área das Ciências da Comunicação, adotando uma abordagem multidisciplinar para produzir conhecimento teórico, empírico e aplicado sobre a especificidade dos fenômenos jornalísticos na sociedade e na cultura contemporâneas. O estudo científico do jornalismo data do final do século XVII, com a defesa da primeira tese na Universidade de Leipzig, na Alemanha, em 1690, por Tobias Peucer; os primeiros cursos universitários de jornalismo surgiram a partir do dos séculos XIX na Europa e XX nos Estados Unidos; a primeira revista acadêmica, Journalism Bulletin, foi fundada em 1924 nos Estados Unidos.

No Brasil, a pesquisa em jornalismo conta com uma tradição de cem anos, em um primeiro momento feita por pesquisadores isolados e, desde os anos 1960, em cursos de pós-graduação. A área de concentração em Jornalismo, ao mesmo tempo em que delimita o objeto de especialidade da produção de conhecimento e da formação de pesquisadores pelo programa, em coerência com o histórico da instituição, as trajetórias e a produção científica do corpo docente, representa uma diversificação do Sistema Nacional de Pós-Graduação, capaz de propiciar interlocução aos demais programas da área de Comunicação numa sub-área em que quase todos atuam, mas ainda são poucas  as linhas de pesquisa específicas.

O Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da UFSC surgiu em 2007 com o Mestrado na área, o primeiro no país com essa área de concentração. A partir de 2014, o POSJOR passou também a oferecer o curso de Doutorado.