Programa de Pós-Graduação em Jornalismo
  • Nota de Pesar – Profa. Maria Aparecida Baccega

    Publicado em 06/01/2020 às 17:42

    O PPGJOR se irmana e solidariza aos familiares e amigos da sempre lembrada Profa. Maria Aparecida Baccega, que deixa um legado de conhecimento e de atitudes inestimável para as futuras gerações. Seu trabalho dedicado, incansável e corajoso de aproximar as áreas da comunicação e educação, sua contribuição para a criação da  Licenciatura em Educomunicação (2011) e as pesquisas na área do Comunicação, de Consumo e de Telenovelas, deixados em inúmeros livros e artigos, seguirão demonstrando os caminhos para um estudo entusiasmado e coerente bem como um exemplo de caráter, firmeza e solidariedade.


  • Defesa de Dissertação >> A posição editorial dos principais jornais brasileiros a partir da proposta política do movimento Escola Sem Partido

    Publicado em 16/12/2019 às 10:57

    No dia 17 de dezembro, terça-feira, o mestrando Alexandro Kichileski defende a dissertação intitulada “Imprensa e Educação: a posição editorial dos principais jornais brasileiros a partir da proposta política do movimento Escola Sem Partido”. A banca de defesa é pública e será realizada a partir das 9h, na Sala Hassis, localizada no Bloco B do Centro de Comunicação e Expressão (CCE/UFSC).

    A pesquisa propõe identificar o posicionamento editorial dos jornais Folha de S. PauloO Estado de S. Paulo e O Globo diante das propostas políticas do movimento Escola Sem Partido (ESP). Criado em 2004, o movimento surgiu com o objetivo de denunciar supostas doutrinações ideológicas nas instituições educacionais brasileiras. Para avaliar o posicionamento dos jornais o pesquisador analisou todos os editoriais que trataram do tema publicados pelos três jornais entre janeiro de 2014 e dezembro de 2018. Esse recorte temporal engloba a criação e o arquivamento de projetos baseados em propostas do Escola Sem Partido no Congresso Nacional.

    O trabalho tem como orientador o professor Dr. Carlos Augusto Locatelli (PPGJor/UFSC). A banca avaliadora será composta pelo professor Dr. Samuel Pantoja Lima (PPGJor/UFSC) e pelo professor Dr. George Luiz França (Colégio de Aplicação/UFSC).


  • Defesa de Dissertação >> A queda do avião da Associação Chapecoense de Futebol na narrativa de jornais: sentidos e (re)ações na constituição do acontecimento

    Publicado em 12/12/2019 às 13:40

    Na próxima segunda-feira, 16 de dezembro, a partir das 14h, será realizada a defesa de dissertação da mestranda Rafaela Taísa Menin.

    O trabalho intitulado “A queda do avião da Associação Chapecoense de Futebol na narrativa de jornais: sentidos e (re)ações na constituição do acontecimento” foi orientado pela professora Dra. Maria Terezinha da Silva(Orientadora – JOR/CCE/UFSC).

    A sessão é aberta ao público e será realizada na sala de Vídeoconferência, no Bloco B do Centro de Comunicação e Expressão (CCE/UFSC).

     


  • Defesa de Tese» Do fotojornalismo ao jornalismo visual: uma reflexão sobre o uso de imagens técnicas no jornalismo contemporâneo

    Publicado em 10/12/2019 às 10:56

    A tese intitulada “Do fotojornalismo ao jornalismo visual: uma reflexão sobre o uso de imagens técnicas no jornalismo contemporâneo”, de Silvio da Costa Pereira, será defendida na sexta-feira, 13 de dezembro de 2019, a partir das 9 horas. A sessão é aberta ao público e será realizada na sala Drummond, no Bloco B do Centro de Comunicação e Expressão (CCE/UFSC).

    O trabalho analisa as transformações que vêm ocorrendo nos usos e costumes relacionados à produção imagética para discutir e revisar o conceito de fotojornalismo. A abordagem parte da tradição construída ao longo do século XX, baseada em noções como a objetividade jornalística e a capacidade documental da fotografia, e as contrapõe a compreensões mais contemporâneas de fotografia, bem como busca observá-las no contexto de transformações que vêm ocorrendo no campo jornalístico. Tal discussão situa e fornece ferramental para analisar os dados oriundos de uma pesquisa de campo de corte etnográfico em três redações brasileiras, onde o autor acompanhou o trabalho de fotojornalistas e outros profissionais que captam, editam, publicam ou produzem relatos que se valem de fotografias e vídeos. O objetivo do estudo é construir uma compreensão a respeito do fotojornalismo embasada nos limites e possibilidades dados pela cultura e tecnologia atuais.

    O trabalho foi orientado pela professora Drª Raquel Ritter Longhi (UFSC), e coorientado pela professora Drª Cárlida Emerim (UFSC). A banca será composta pelas professoras Drª Dulcília Buitoni (USP), Drª Flávia Guidotti (UFSC) e Drª Rita Paulino (UFSC).


  • Defesa de Tese» Reflexos da precarização do trabalho dos jornalistas sobre a qualidade da informação: proposta de um modelo de análise

    Publicado em 10/12/2019 às 10:51

    No dia 13 de dezembro, sexta-feira, a partir das 9h, na Sala Machado de Assis, no bloco B do Centro de Comunicação e Expressão (CCE/UFSC), acontece a defesa de tese “Reflexos da precarização do trabalho dos jornalistas sobre a qualidade da informação: proposta de um modelo de análise”, da doutoranda Janara Nicoletti.

    O trabalho apresenta e testa uma proposta de modelo de análise da correlação entre a precarização laboral dos jornalistas e a qualidade da informação veiculada para a sociedade no produto jornalístico. Para isso, foi desenvolvida uma matriz de indicadores a partir do referencial teórico sobre precarização do trabalho, qualidade do jornalismo, condições laborais dos jornalistas e job quality. São utilizados métodos quanti-qualitativos (survey e análise de conteúdo) para coleta e interpretação de dados, e aplicadas técnicas estatísticas para exploração dos resultados e o estudo da correlação entre condições de trabalho e qualidade.

    As percepções dos jornalistas sobre seu espaço laboral (condições de trabalho e rotinas), seu desempenho e satisfação foram aferidas por meio de um survey que contou com 117 respostas válidas na fase piloto e sete no pré-teste. Já a associação entre condições laborais e qualidade da informação jornalística se deu a partir da análise comparativa entre o conteúdo de um jornal brasileiro e as respostas dos jornalistas deste veículo que participaram do survey. Foi realizada uma análise longitudinal em 28 edições divididas entre os anos 2012, 2015, 2018 e 2019. Entre os resultados, constatou-se relação direta entre a tomada de decisão dos jornalistas e sua rotina de trabalho, assim como uma adaptação das escolhas à infraestrutura física disponível.

    A pesquisa foi orientada pelo professor Dr. Jacques Mick (UFSC). A banca será composta pelas professoras Drª. Roseli Aparecida Figaro Paulino (USP) e Drª Valci Regina Mousquer Zuculoto (UFSC), e pelos professores Dr. Rafael do Nascimento Grohmann (Unisinos) e Samuel Pantoja Lima (UFSC).

    A sessão é aberta ao público.