Programa de Pós-Graduação em Jornalismo
  • POSJOR marca presença na SBPJor 2017

    Publicado em 09/11/2017 às 11:34

    É grande a participação de professores e pós-graduandos do POSJOR no 15º Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo, a SBPJor 2017, que se realiza desta quarta-feira, 8 de novembro, até sexta, 10,  em São Paulo, na ECA-USP e FIAM-FAAM.  Os pesquisadores do Programa participam de seminários, reuniões das pós em jornalismo do país e de redes de pesquisa, apresentam trabalhos nas sessões de comunicações livres  ou coordenadas.  Também nesta edição do Encontro, a doutoranda Kérley Winques recebe menção honrosa no Prêmio Adelmo Genro Filho, pela sua dissertação de mestrado, igualmente defendida no POSJOR, sob orientação da professor Dra. Raquel Longhi.

    A programação geral do evento pode ser acessada no site oficial e a lista completa das apresentações e seus autores, com os respectivos textos, está aqui.

    Continue a leitura » »


  • Doutoranda do POSJOR receberá Menção Honrosa no Prêmio Adelmo Genro Filho

    Publicado em 07/11/2017 às 23:20

    A doutoranda Kérley Winques receberá Menção Honrosa na categoria Mestrado, pela dissertação “Tem que ler até o fim? O consumo da grande reportagem multimídia pelas gerações X, Y e Z nas multitelas”, orientada pela prof. Drª Raquel Ritter Longhi, coordenadora do grupo de pesquisa Nephi-Jor, onde Kérley também atua como pesquisadora.

    O trabalho tratou do consumo da grande reportagem multimídia, formato expressivo do ciberjornalismo. Um dos destaques é a perspectiva teórico-metodológica adotada pela autora, que com o auxílio de grupos focais com as gerações X, Y e Z apresentou respostas significativas. Os resultados indicam, entre outros pontos, que as gerações têm percepções e utilizações diferentes sobre o texto longo (longform), os elementos multimídia – principalmente vídeos – e, ainda, sobre as telas (computador, tablet e smartphone). Mais do que simplesmente apontar respostas sobre o consumo qualitativo, a pesquisa trouxe contribuições para pensar no leitor geracional, que nas considerações finais transformam-se em perfis de leitores.

    Continue a leitura » »


  • Eleições da nova coordenação do POSJOR são convocadas para 5 de dezembro

    Publicado em 07/11/2017 às 13:36

    O diretor do Centro de Comunicação e Expressão (CCE), Arnaldo Debatin, lançou edital convocando para o próximo dia 5 de dezembro as eleições da nova coordenação do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo (POSJOR), gestão 2018-2020.

    A inscrição de candidaturas foi marcada para 20 de novembro. Também emitiu portaria nomeando a Comissão Eleitoral, composta pelos professores colaboradores do Programa Flávia Guidotti, na condição de presidente, Mauro Silveira e Daisi Vogel. Veja os detalhes do processo no Edital e Portaria.


  • POSJOR marca presença no 14º Seminário Internacional de Comunicação, na PUCRS

    Publicado em 06/11/2017 às 09:59

    O 14º Seminário Internacional de Comunicação (Seicom) se realiza de 6 a 8 de novembro, na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), em Porto Alegre, tendo como tema Mídias em transformação: intermídia, transmídia e crossmídia. O POSJOR participa intensamente do evento, com apresentações de trabalho por professores, mestrandos e doutorandos. A programação geral está em http://www.projetos.eusoufamecos.net/sic2017/programacao/
    e a das apresentações no GTs em http://www.projetos.eusoufamecos.net/sic2017/grupos-de-trabalho/

    Confira a seguir os trabalhos do POSJOR no 14º Seminário Internacional de Comunicação (Seicom). 
    Continue a leitura » »


  • Professor português ministra curso sobre liberdade de expressão

    Publicado em 04/11/2017 às 11:03

    O Programa de Pós-Graduação em Jornalismo realiza de 20 a 22 de novembro o minicurso “O jornalismo e as transformações normativas da liberdade de expressão no século XXI”, ministrado pelo professor Carlos Camponez, da Universidade de Coimbra.
    A atividade é gratuita e dirigida a mestrandos e doutorandos, tem 12 horas de carga horária, e vai acontecer das 14 às 18 horas, na sala 141 no Bloco A do CCE.

    As vagas são limitadas aos 20 primeiros inscritos. Inscrições devem ser feitas online neste link.
    Estão previstas quatro unidades de ensino no minicurso:

    1. Pressupostos da liberdade de expressão e de imprensa;

    2. O jornalismo entre liberdade positiva e liberdade negativa;

    3. Questões críticas da liberdade de imprensa;

    4. Novas perspectivas éticas e socioprofissionais do jornalismo.
    Carlos Camponez coordena o Grupo de Investigação em Comunicação, Jornalismo e Espaço Público do Ceis20. Dirigiu o Mestrado em Comunicação e Jornalismo e a Licenciatura de Jornalismo e Comunicação na Universidade de Coimbra. Como jornalista, trabalhou nos jornais Diário de Lisboa, A Capital, Público e Região de Leiria. Foi membro do Sindicato dos Jornalistas e do Conselho Deontológico, além de diretor da Mediapolis – Revista de Comunicação, Jornalismo e Espaço Público, da qual foi fundador. O pesquisado r é autor de “Deontologia do Jornalismo”, entre outros livros e artigos científicos na área.
    O pesquisador veio ao Brasil com recursos do Banco Santander, de Portugal, para uma estada de dois meses na UFSC. A visita do professor é uma atividade de intercâmbio científico internacional e visa, inclusive, processo de transferência de tecnologia do Observatório da Ética Jornalística (objETHOS) aos colegas europeus.


  • Posjor divulga calendário de outubro/2017 a março/2018

    Publicado em 01/11/2017 às 14:21

    Datas para a entrega de relatório de qualificação, reuniões de colegiado, solicitação de estágio-decência e os eventos comemorativos aos 10 anos de Posjor estão entre os destaques.
    Continue a leitura » »


  • Evento do ObjETHOS debate jornalismo e privacidade

    Publicado em 31/10/2017 às 16:21

    “Jornalismo e privacidade na década da transparência” é o tema de um evento que será realizado no próximo dia 1 de novembro, no Auditório Elke Hering – Biblioteca Universitária, na Universidade Federal de Santa Catarina. Pesquisadores do Observatório da Ética Jornalística (objETHOS) e especialistas em jornalismo e direito estão entre os convidados. O evento, que faz parte das celebrações dos dez anos do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo (POSJOR) e dos oito anos do objETHOS, será realizado das 14 às 17h e das 19 às 22h, é gratuito e aberto ao público, mas terá inscrições limitadas, no próprio local.

    Durante a tarde, a mesa “Liberdade de expressão, de imprensa e direito ao esquecimento”, contará com a participação da pesquisadora Denise Pinheiro (Udesc) e do advogado José Vitor Lopes e Silva, presidente do Instituto Catarinense de Direito Digital. A mediação é do coordenador do objETHOS e professor da UFSC, Rogério Christofoletti. Já à tarde, o debate será sobre “Privacidade, transparência e ética”, com a participação do professor e pesquisador português Carlos Camponez, da Universidade de Coimbra, e do professor Rogério Christofoletti. A mediação é do professor Samuel Lima (UFSC), também coordenador do observatório.

    Segundo Christofoletti, a proposta do evento é trazer um debate qualificado sobre um assunto que tem trazido muitas discussões tanto para o jornalismo, como para áreas como direito e tecnologia. “Estamos vivendo tempos de invasão de privacidade, de altíssima exposição em redes sociais, de vigilância massiva, de coleta de dados pessoais sem o conhecimento dos cidadãos e de direito ao esquecimento. Debater o tema da privacidade é discutir também a liberdade e a própria individualidade”, comenta. O tema também dialoga com pesquisas desenvolvidas pelo grupo.

    Sobre o objETHOS

    O observatório foi criado em setembro de 2009 e é uma iniciativa de pesquisa, acompanhamento e monitoramento da ética praticada por jornalistas e meios de informação. A equipe é formada por pesquisadores de três universidades brasileiras (UFSC, UFF e UFPR) e por pesquisadores em formação, em nível de doutorado, mestrado e graduação.

    O grupo desenvolve investigações para teses, dissertações e estudos específicos sobre ética jornalística, crítica de mídia, identidade profissional, tecnologias associadas ao jornalismo, novos modelos de negócio e de produção jornalística, mídia independente, e novas configurações do ecossistema informativo. Recentemente, lançou um ebook com entrevistas de especialistas em ética e tecnologia no mundo em comemoração aos seus oito anos.

     

    Quem são os debatedores e mediadores:

    > Carlos Camponez é professor da Universidade de Coimbra onde coordena o Grupo de Investigação em Comunicação, Jornalismo e Espaço Público do Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX, o Ceis20. Dirigiu o Mestrado em Comunicação e Jornalismo e a Licenciatura de Jornalismo e Comunicação na mesma instituição. É jornalista e trabalhou nos jornais Diário de Lisboa, A Capital, Público e Região de Leiria. Foi membro do Sindicato dos Jornalistas e do Conselho Deontológico, além de diretor da Mediapolis – Revista de Comunicação, Jornalismo e Espaço Público, da qual foi fundador. Carlos Camponez é autor de “Deontologia do Jornalismo”, entre outros livros e artigos científicos na área.

    > Denise Pinheiro é professora de Direito na Udesc. Sua graduação, mestrado e doutorado se deram na UFSC, com período sanduíche na Université de Strasbourg, na França. Sua tese abordou a liberdade de expressão e o direito ao esquecimento, tema a que vem se dedicando em outros estudos. Denise Pinheiro também já foi professora do Cesusc.

    > José Vitor Lopes e Silva é presidente do Instituto Catarinense de Direito Digital. Advogado especializado em Direito Digital com estudos pela GV/LAW-SP, atua na Lopes e Philippi Advogados, e presta consultoria na área para grupos de comunicação em Santa Catarina e Paraná. No debate, pretende abordar a oposição entre direito ao esquecimento e liberdade de imprensa, e suas implicações éticas, morais e legais.

    > Rogério Christofoletti é jornalista e professor da UFSC. É um dos coordenadores do Observatório da Ética Jornalística (objETHOS) e pesquisador do CNPq. Autor de livros e artigos sobre ética e deontologia, atualmente pesquisa privacidade e jornalismo.

    > Samuel Pantoja Lima é jornalista e professor da UFSC. É um dos líderes do Observatório da Ética Jornalística (objETHOS) e coordena o projeto de extensão de alfabetização midiática de estudantes do ensino médio em escolas públicas de Florianópolis.

     

    Serviço

    O quê? Debate sobre “Jornalismo e privacidade na década da transparência”

    Quando? 1 de novembro, das 14h às 17h e das 19h às 22h.

    Onde?  Auditório Elke Hering – Biblioteca Universitária – UFSC.

    Gratuito, com inscrições limitadas, no local, e emissão de certificado.

     


  • POSJOR participa do 4º Encontro Sul-brasileiro de Professores de Jornalismo

    Publicado em 27/10/2017 às 07:32

    Professores e pós-graduandos do POSJOR apresentam trabalhos, proferem palestra e participam de reuniões no 4º Encontro Sul-brasileiro de Professores de Jornalismo, que se realiza nesta quinta e sexta-feira, dias 26 e 27 de outubro, na UFPR – Universidade Federal do Paraná, em Curitiba. O evento é promovido pela Associação Brasileira de Ensino de Jornalismo (ABEJ), o antigo Fórum Nacional de Professores de Jornalismo, com o tema “O ensino de Jornalismo em tempos de crise: entre diretrizes curriculares, plataformas convergentes e os desafios do interesse público”.  Confira abaixo a participação dos pesquisadores do POSJOR no encontro.

    4º Encontro Sul-brasileiro de Professores de Jornalismo
    Mesa de abertura:  O ensino de Jornalismo em tempos de crise: entre diretrizes curriculares, plataformas convergentes e os desafios do interesse público

    Palestrante: Prof. Dr. Eduardo Meditsch

    Grupo 1 – Projetos de extensão e laboratoriais

    Trabalho: Rádio Ponto – o papel da extensão na articulação com o ensino e a pesquisa em radiojornalismo na UFSC

    Autores: Profa. Dra. Valci Zuculoto, doutoranda Juliana Gobbi, mestranda Ediane Mattos, mestrando Guilherme Longo e graduanda Beatriz Clasen (bolsista PIBIC) 

    Trabalho: Por que humanizar o jornalismo audiovisual? Um relato da experiência no projeto de extensão da Sala de Notícias da PUCPR

    Autora: doutoranda Criselli Montipó

    Grupo 3 – Teorias, Ética e Metodologias

    Coordenador: doutoranda Hendryo André

    Trabalho: A ÉTICA EM JOGO: UMA PROPOSTA DE FERRAMENTA COMPLEMENTAR NO ENSINO DE ÉTICA JORNALÍSTICA ATRAVÉS DOS DILEMAS DEONTOLÓGICOS APRESENTADOS NO NEWSGAME DE LETRAMENTO “GLOBAL CONFLICTS: PALESTINE

    Autor: doutorando Carlos Marciano

    Trabalho: NOTICIÁRIOS CRIMINAIS: DA ESTÉTICA DO MEDO À ÉTICA
    Autor: doutorando Hendryo André

    Trabalho: Como é possível as universidades acompanharem as inovações no telejornalismo brasileiro?
    Autor: Thiago Pedro Malkowski


  • objETHOS – Observatório da Ética Jornalística e POSJOR recebem Carlos Camponez para intercâmbio*

    Publicado em 23/10/2017 às 08:53

    Um dos maiores especialistas em ética da comunicação em Portugal, o professor Carlos Camponez, está em visita à Universidade Federal de Santa Catarina para um período de dois meses de intercâmbio de pesquisa, ensino, extensão e inovação.

    Durante sua estada, o professor da Universidade de Coimbra vai acompanhar as atividades do Observatório da Ética Jornalística (objETHOS), grupo de pesquisa que está oficializando convênio de cooperação acadêmico-científica com o Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX (Ceis20), da UC. Entre os planos de Camponez está a criação de um observatório português de ética jornalística, inspirado no projeto que existe na UFSC desde 2009. “Já temos tratado disso há alguns meses, e a visita do professor vai intensificar a possibilidade de transferência de tecnologia e o desenvolvimento de outras ações de parceria”, comenta Rogério Christofoletti, um dos líderes do objETHOS.

    Além de reuniões de trabalho, estão previstas as participações do professor Carlos Camponez em conferências locais e nacionais, contatos com outros pesquisadores e um minicurso de extensão com o tema “Jornalismo e as transformações normativas da liberdade de expressão no século XXI”.

    Carlos Camponez é professor e coordena o Grupo de Investigação em Comunicação, Jornalismo e Espaço Público do Ceis20. Dirigiu o Mestrado em Comunicação e Jornalismo e a Licenciatura de Jornalismo e Comunicação na Universidade de Coimbra. Como jornalista, trabalhou nos jornais Diário de Lisboa, A Capital, Público e Região de Leiria. Foi membro do Sindicato dos Jornalistas e do Conselho Deontológico, além de diretor da Mediapolis – Revista de Comunicação, Jornalismo e Espaço Público, da qual foi fundador. O pesquisador é autor de “Deontologia do Jornalismo”, entre outros livros e artigos científicos na área. O pesquisador veio ao Brasil com recursos do Banco Santander, de Portugal

    * Com informações do site do objETHOS


  • POSJOR marca presença na 16ª Sepex – Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFSC

    Publicado em 19/10/2017 às 09:16

    Estudantes e professores do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo (POSJOR) participam ativamente da 16ª Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFSC (Sepex), que inicia nesta quinta-feira, dia 19, no campus central da Universidade, em Florianópolis, e se estende até o próximo sábado, dia 21. O evento acontece integrado à Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Os pesquisadores do POSJOR ministram minicursos, coordenam estandes e coberturas jornalísticas na Rádio Ponto e TJ UFSC.

    O Núcleo de Estudos e Produção Hipermídia Aplicado ao Jornalismo/Nephi-Jor, coordenado pela professora Raquel Ritter Longhi, e o LabProJor coordenado pela professora Rita Paulino, oferecem o minicurso Interatividade e Internet das Coisas: o futuro na Era da Hiperconexão. Este minicurso é ministrado por Rita Paulino e o doutorando Marcelo Barcelos. O Nephi-Jor também participa com a  Oficina de Narrativas Imersivas no Ciberjornalismo, ministrada pela professora Raquel Longhi e os doutorandos Luciano Costa e Silvio da Costa Pereira. O minicurso Estudos de Tendências como ferramenta para a inovação, ministrado pela doutoranda Ana Marta Moreira Flores, integrante do Nephi-Jor, igualmente faz parte das atividades propostas pelo Nephi-Jor.

    A mestranda Luiza Mylena Costa oferece, em parceria com mestranda do Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica (PPGECT/UFSC) Mariana Barbosa Amorim, o minicurso “Queremos saber”: por uma leitura crítica da divulgação das ciências.

    A Rádio Ponto UFSC, webmissora coordenada pela professora Valci Zuculoto, realiza uma completa cobertura dos eventos e veicula ao vivo sua programação produzida por alunos de graduação do Curso de Jornalismo. Também participam da cobertura integrantes do Girafa – Grupo de Investigação em Rádio, Fonografia e Áudio, liderado pelo professor Eduardo Meditsch. Do POSJOR, os estudantes participantes são a doutoranda Juliana Gobbi, as mestrandas Ediane Mattos e Luciana Paula, o mestrando Guilherme Longo.

    O TJ UFSC, um projeto diário da graduação em Jornalismo e premiado como o melhor telejornal universitário do país no último Expocom/Intercom, igualmente produz cobertura de todas as atividades da Sepex, sob o comando dos professores Antônio Brasil e Cárlida Emerim.

    Confira abaixo informações dos minicursos oferecidos. As inscrições podem ser feitas no site da SEPEX

    (crédito da foto: Jair Quint/Agecom/UFSC)

    Interatividade e Internet das Coisas: o futuro na Era da Hiperconexão

    Oficina para discussão, teorização e prática de recursos interativos aplicados à informação digital móvel na Era da Informação rumo a hiperconexão de objetos inteligentes a partir da Internet das Coisas com foco no consumo de notícias e entretenimento, organizada pelo Núcleo de Estudos e Produção Hipermídia Aplicado ao Jornalismo/Nephi-Jor, Fotolivre.ufsc, dentro do Projeto de Pesquisa “Narrativas Imersivas no Ciberjornalismo: estudo e aplicabilidade”, desenvolvido pelo Nephi-Jor, sob coordenação da Professora Raquel Ritter Longhi e LabProJor sob coordenação Profa. Rita Paulino. A oficina será dividida dois dias, conforme cronograma: Dia 1) A informação no formato interativo e multiplataforma, Conceitos, Recursos de interatividade e perspectivas da narrativa visual em formatos multiplataforma. Dia 2) Conceitos básicos da Internet das Coisas e tendências de usos e aplicações. Modelos de aplicativos convergentes para wereables e robotização de narrativas como em jornalismo, entretenimento e consumo de conteúdo na smart citie, sob a ótica do futurismo do presente.

    Ministrantes: Rita de Cássia Romeiro Paulino e Marcelo Barcelos

    Local: 19/10, das 18h às 22h na Redação II (Jornalismo/CCE) e 20/10 das 8h às 12h, Sala 37A (Jornalismo/CCE)

    Oficina de Narrativas Imersivas no Ciberjornalismo

    Oficina de produção de narrativas imersivas para o jornalismo organizada pelo Núcleo de Estudos e Produção Hipermídia Aplicado ao Jornalismo/Nephi-Jor e Fotolivre.ufsc, dentro do Projeto de Pesquisa “Narrativas Imersivas no Ciberjornalismo: estudo e aplicabilidade”, desenvolvido pelo Nephi-Jor, sob coordenação da Professora Raquel Ritter Longhi. A oficina será dividida em três partes: 1) breve apresentação dos principais conceitos e aplicações do uso de Realidade Virtual para as narrativas imersivas no jornalismo online; 2) equipamentos de captura de imagens em 360 (aplicativos, câmeras, celulares); 3) plataformas para edição e distribuição (softwares, tela plana, headset) e 4) dicas para produção. Os participantes poderão produzir imagens fotográficas e em vídeo com o uso de equipamento de captação em 360 graus.

    Ministrantes: Raquel Ritter Longhi, Luciano Costa e Silvio da Costa Pereira

    Local: 19/10, 18 às 22h, sala 141 CCE

    Estudos de Tendências como ferramenta para a inovação

    Há inúmeras maneiras de se pensar a inovação. A proposta deste minicurso é apresentar os Estudos de Tendências e sua abordagem cultural para a compreensão dos públicos e possíveis hábitos de consumo em uma macro-perspectiva.

    Ministrante: Ana Marta Moreira Flores

    Local: 20/10 das 18h30 às 22h, sala 141 (CCE)

    “Queremos saber”: por uma leitura crítica da divulgação das ciências

    Este minicurso convida as/os participantes a uma reflexão crítica acerca da divulgação científica, entendendo-a como um espaço de disputa. Quem deve ter acesso ao conhecimento científico produzido? Que ciência deve ser divulgada? Quem deve escrever publicamente sobre ciência? Como a divulgação da ciência influencia a pesquisa produzida por cientistas? Aborda questões sobre a produção do conhecimento científico e as diferenças entre a ciência e a sua divulgação, bem como implicações sociais da ciência e visões públicas da ciência. A partir de produções midiáticas de jornalismo científico, vai explorar como a ciência se apresenta em nosso cotidiano e estimular um olhar crítico para estes conteúdos.

    Ministrante: Luiza Mylena Costa e Mariana Barbosa Amorim

    Local: Sala 37 A – Departamento de Jornalismo – 19/10 das 18h às 22h

    Sala 141 – ( CCE) – 20/10 das 8h às 12h