Programa de Pós-Graduação em Jornalismo
  • Divulgado programa da 11ª Jornada Discente

    Publicado em 17/11/2021 às 07:56

    A Comissão Organizadora da 11ª Jornada Discente do PPGJOR anunciou a programação completa do evento concebido e realizado por mestrandos e doutorandos do Programa. Confira:

    22 de novembro

    19 horas: MESA DE ABERTURA – “Impactos da pandemia no Jornalismo – profissão, saúde mental de pesquisadores e produção de conhecimento no Campo”

    • Rogério Christofoletti, coordenador do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo (PPGJOR) -Panorama do programa e ações para auxiliar os pós-graduandos.
    • Janara Nicoletti, doutora em Jornalismo pelo Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina (PPGJOR/UFSC), desenvolve estudos relacionados à precarização do trabalho, qualidade jornalística, exposição a riscos e violência contra profissionais da imprensa.
    • Daniela Ribeiro Schneider, Profª. Titular do Depto de Psicologia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e pesquisadora responsável do estudo “Estilos de Vida e Saúde Mental da População da UFSC em tempos de COVID-19”.
    • Jacques Mick, professor do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo (PPGJOR) – Mediação

    23 de novembro

    9h às 10h20: Mesa – JORNALISMO E POLÍTICA – Mediação: Terezinha Silva e Leslie Chaves

    • A cobertura política por portais feministas com perspectiva de gênero – Barbara Maria Popadiuk
    • Os sentidos sobre o lulopetismo e o bolsonarismo em o Estado de S. Paulo – Elias dos Santos
    • Fiscalizador ou Leal-Facilitador: o grau de vigilância do jornalismo político brasileiro – Natália Paris Rodrigues
    • Jornalismo brasileiro e a ideologia nas crises políticas da América Latina – Matheus Gomes de Oliveira

    10h40 às 12h: Mesa – JORNALISMO, CREDIBILIDADE E DESINFORMAÇÃO – Mediação: Daiane Bertasso e Carlos Locatelli

    • Jornalismo e o discurso sobre si: uma análise dos espaços opinativos – Mariane Nava
    • Impactos na credibilidade jornalística no contexto da pandemia da covid-19 – Vitória Peraça Ferreira
    • Respostas à desinformação e contribuições de uma prática jornalística transparente – Kalianny Bezerra de Medeiros
    • Cobertura jornalística de crises organizacionais – Wagner Rodrigo Arratia Concha

     14h às 15h20:  Mesa – JORNALISMO E PLATAFORMAS DIGITAIS – Mediação: Stefanie da Silveira e Fernanda Nascimento

    • Plataformização do jornalismo de videogames – Tadeu Antonio Mattos de Souza
    • Narrativas jornalísticas sobre saúde nas redes sociais – Marina Bosio
    • Sustentabilidade dos modelos de negócios do jornalismo independente no YouTube – Vinícius Augusto Bressan Ferreira
    • A produção de conteúdo gerado pelos usuários na mídia alternativa: contextos e associações – Douglas Barbosa Gomes

    24 de novembro

    9h às 11h: Mesa – JORNALISMO E TERRITÓRIOS – Mediação: Jorge Ijuim e Isabel Colucci

    • Cidadania, jornalismo e estratégias de mobilização social: as políticas de comunicação do movimento quilombola – Marisvaldo Silva Lima
    • Representações sociais da agricultura familiar em jornais catarinenses – Diana Mannes Koch
    • As fronteiras do Brasil na América do Sul representadas pelo jornalismo – Márcio Barbosa Norberto
    • Meia década de Jornalismo Ambiental em Santa Catarina: do fatalismo discursivo à efetivação de direitos humanos e da natureza – Camila Collato
    • As mulheres e a cidade: Uma análise das representações sociais femininas na imprensa Florianopolitana – Eduarda Pereira

    14h às 15h20: Mesa – JORNALISMO, ESTÉTICA E REALIDADE VIRTUAL – Mediação: Marcelo Barcelos e Cárlida Emerim

    • Narrativas imersivas no jornalismo brasileiro: Construções, aplicabilidades e acesso (2016-2019) – Thaísa Brandão Comber
    • A escrita, a autoria e o Outro em projetos fotojornalísticos de longa duração – Gustavo Paulo Zonta
    • Partilhas do sensível em documentários jornalísticos acadêmicos – Caroline Westerkamp Costa

    25 de novembro

    9h00 às 10h30: Mesa – Egressos Linha 1 – Mediação: Melina Ayres e Samuel Lima

    Egressos: Candida de Oliveira, Criselli Montipó e Matheus Simões Mello

    13h30 às 15h: Mesa Egressos Linha 2 – 13h30 às 15h – Mediação: Raquel Longhi e Valci Zuculoto

    Egressos: Carlos Marciano, Karina de Farias, Kérley Winques e Ingrid Santos

    15h30 às 17 horas: Roda de conversa dos estudantes do PPGJOR


  • PPGJOR prepara o calendário letivo 2022

    Publicado em 16/11/2021 às 10:27

    O Conselho Universitário definiu na última sexta-feira, 12, o calendário letivo 2022 prevendo retorno às aulas presenciais. Os conselheiros levaram em conta dados que indicam tendência de controle da pandemia, a cobertura vacinal dos servidores da UFSC e a boa experiência em andamento na oferta de disciplinas práticas ou teórico-práticas na graduação em 2021. Segundo o calendário aprovado no CUn, as aulas dos cursos de graduação terão início em 18 de abril, já que o segundo semestre deste ano vai até 26 de março. Os cursos de pós-graduação poderão começar já a partir de março, a depender das programações aprovadas pelos seus colegiados.

    No PPGJOR, a Coordenação já preparou uma proposta de calendário letivo e vai apresentá-la ao Colegiado na reunião da próxima sexta-feira, 19. Segundo a proposta, em 2022/1, as aulas começariam em 11 de abril e iriam até 29 de julho. O intervalo entre os semestres iria de 30 de julho a 28 de agosto. As aulas recomeçariam em 29 de agosto e terminariam em 9 de dezembro. “Com essas datas, conseguimos completar disciplinas em 15 semanas nos dois semestres, e ainda garantimos um período que possibilita aos docentes tirar suas férias regulamentares, o que ficou muito prejudicado neste ano. Em 2022, teremos um retorno presencial seguro e responsável para mestrandos, doutorandos, técnicos e professores”, comenta Rogério Christofoletti, coordenador do PPGJOR.


  • PPGJOR inicia processo para eleição de nova coordenação

    Publicado em 10/11/2021 às 11:42

    O Programa de Pós-Graduação em Jornalismo já iniciou o processo de sucessão da sua coordenação. Na semana passada, foram publicados no Boletim da UFSC o edital de convocação da eleição e portaria designando comissão eleitoral, emitidos pela direção do Centro de Comunicação e Expressão (CCE).

    A Comissão Eleitoral é formada pelos professores Carlos Augusto Locatelli, Flávia Garcia Guidotti e Valci Zuculoto, que preside os trabalhos. Em seu primeiro comunicado, distribuído nas listas de emails de mestrandos, doutorandos, professores e Colegiado, a Comissão informa que as chapas devem ser inscritas até hoje, dia 10, com a indicação de nomes para os cargos de coordenação e sub-coordenação. São eleitores os professores permanentes do quadro efetivo da UFSC, a chefe do Departamento de Jornalismo e os dois representantes discentes. A eleição será por via eletrônica, pelo sistema E-Democracia, no dia 26 de novembro, das 9 às 17 horas. A atual gestão – dos professores Rogério Christofoletti e Maria Terezinha da Silva – , tem mandato vai até 28 de fevereiro de 2022, e a nova coordenação eleita terá mandato de dois anos, conforme o Regimento do PPGJOR.


  • PPGJOR participa com destaque do 19º Encontro da SBPJOR

    Publicado em 08/11/2021 às 08:31

    Começa amanhã, 9, e vai até sexta, 12, a 19ª edição do Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo, promovido pela associação dos cientistas da área, a SBPJOR.

    Maior evento brasileiro sobre estudos do jornalismo, o congresso oferece uma intensa programação com conferências, debates, reuniões de trabalho, lançamento de livros, premiações e relatos de pesquisa. Como partes do congresso acontecem também o 11º Encontra de Jovens Pesquisadores em Jornalismo (JPJOR) e o Seminário de Pós-Graduação em Jornalismo (PosJor). Como já é tradicional, o PPGJOR participa em peso e mais de 40 pesquisadores atuam, liderando diversas atividades. O evento é realizado integralmente de forma remota, devido à pandemia.

    Confira as participações previstas de nossos professores, mestrandos, doutorandos e egressos:

    Terça, 9

    14 horas: as egressas do PPGJOR Ingrid Cristina dos Santos e Ana Paula Lückman participam da cerimônia de entrega do 16º Prêmio Adelmo Genro Filho de Pesquisa em Jornalismo. Ingrid ganhou menção honrosa na categoria Mestrado e Ana Paula venceu na categoria Doutorado. Nilson Lage, um dos fundadores do PPGJOR receberá postumamente o prêmio na categoria Sênior.

    14h30: professor Samuel Pantoja Lima é um dos expositores no tributo que a SBPJOR e a comunidade científica farão a Nilson Lage, com depoimentos de amigos e familiares.


    Quarta, 10

    9 horas: professor Eduardo Meditsch é um debatedores na mesa “O Jornalismo como forma de conhecimento: o legado de Adelmo Genro Filho”, junto ao ex-ministro da Educação, das Relações Institucionais e da Justiça, Tarso Genro, e ao ex-presidente da Associação Brasileira das Emissoras Públicas, Educativas e Culturais, Pedro Osório. Mediação do egresso do PPGJOR e professor da UEPG, Felipe Pontes.

    14 horas: sessões livres

    Elias Dos Santos apresenta o trabalho “Afinal, o que é a polarização no discurso jornalístico? Uma busca sobre os sentidos nos editoriais de O Estado de S. Paulo” na sessão livre “Jornalismo, política e desinformação”

    Juliana de Amorim Rosas apresenta o trabalho “Domínios da crítica e deliberação nos veículos noticiosos alemães Die Zeit e Der Spiegel” na sessão livre “Fundamentos teóricos do jornalismo”

    Gabriela Bregolin Grillo apresenta o trabalho “Qual é o lugar da emoção nas teorias do jornalismo?” na sessão livre “Fundamentos teóricos do jornalismo”

    Camila Collato apresenta o trabalho “Jornalismo Ambiental: da construção da natureza à construção de um saber ambiental” na sessão livre “Jornalismo especializado”

    Silvio da Costa Pereira coordena a sessão livre “Narrativas e coberturas jornalísticas”

    14 horas: sessões coordenadas das redes

    Karina Woehl de Farias, Arnaldo Zimmermann e os professores Eduardo Meditsch e Valci Zuculoto participam da mesa “Panorama contemporâneo do radiojornalismo brasileiro”, promovida pela Radiojor

    Samuel Pantoja Lima e Vinicius Bressan Ferreira participam da mesa “Alternativas do jornalismo”, promovida pela Retij

    19 horas: pesquisadores participam da Assembleia ordinária dos associados da SBPJor para eleição da nova diretoria. O professor Samuel Pantoja Lima lidera a chapa única neste ano.

    19 horas: professora Valci Zuculoto e Juliana Gobbi Betti ministram a oficina “História das Mulheres no Radiojornalismo”


    Quinta, 11

    8h30: professores Rogério Christofoletti, Raquel Ritter Longhi, Jacques Mick, Cárlida Emerim e Samuel Pantoja Lima participam do 8º Seminário da Pós-Graduação em Jornalismo (PosJor)

    14 horas: sessões livres

    Criselli Montipó apresenta o trabalho “Práxis de repórteres: percepções sobre cidadania e direitos humanos na atuação jornalística” na sessão livre “Fundamentos da práxis jornalística”, coordenada por ela.

    Lívia de Souza Vieira apresenta com Moreno Osório o trabalho “Uma reflexão sobre o método da curadoria a partir da newsletter Farol Jornalismo” na sessão livre “Condições de trabalho e alternativas ao jornalismo”, coordenada por ela.

    Raphaela Xavier de Oliveira Ferro apresenta o trabalho “A narração esportiva em laboratórios do curso de Jornalismo: registros de experiências de mulheres” na sessão livre “Jornalismo e Esporte”

    14 horas: sessões coordenadas das redes

    Paulo Santhias e Nayane Cristina de Britto participam da mesa “Dimensões e especificidades do radiojornalismo brasileiro”, promovida pela Radiojor


    Sexta, 12

    9 horas: 11º JPJOR

    Ana Paula Lückman coordena a sessão “Jornalismo, narrativa e produção de sentido 1”

    Dairan Paul coordena a sessão “Jornalismo, narrativa e produção de sentido 3”

    Professora Stefanie Carla da Silveira apresenta com Raisa Gosch o trabalho “O conceito de jornalismo independente no contexto dos nativos digitais brasileiros” na sessão “Fundamentos teóricos e questões profissionais”

    Lynara Ojeda de Souza coordena a sessão “Trabalho jornalístico e rotinas produtivas 2”

    Leopoldo Neto coordena a sessão “Jornalismo, rotinas produtivas e política”

    9 horas: professores participam das reuniões das redes de pesquisa: Jortec, Telejor, Renoi, Radiojor e Retij

    14 horas: sessões livres

    Juliana Bezerra apresenta o trabalho “O jornalismo profissional das periferias e favelas brasileiras: a experiência de Brasis” na sessão livre “Estratégias jornalísticas de produção de sentido”.

    Thais Araujo e professora Maria Terezinha da Silva apresentam o trabalho “Representações sociais das pessoas com deficiência em notícias do portal G1” na sessão livre “Jornalismo, produção de sentido e violência”

    Lynara Ojeda de Souza apresenta o trabalho “Pistas para entender a abordagem jornalística sobre direitos humanos de crianças e adolescentes em situação de rua durante a pandemia” na sessão livre “Jornalismo, produção de sentido e violência”

    Kalianny Bezerra de Medeiros e Vitória Peraça Ferreira apresentam o trabalho “Jornalismo e desinformação: uma revisão sistemática sobre a interface entre os temas nos anais do Intercom, SBPJor e Compós entre 2015 e 2020” na sessão livre “Teoria e ética do jornalismo”

    Felipe Simão Pontes apresenta o trabalho “Alfred Schultz e o jornalismo” na sessão livre “Teoria e ética do jornalismo”

    Barbara Maria Popadiuk e Daiane Bertasso apresentam o trabalho “Alternativas de cobertura jornalística posicionamentos editoriais de portais feministas e com perspectiva de gênero” na sessão livre “Jornalismo, gênero e questões étnicas”

    Fernanda Nascimento apresenta o trabalho “Ideologia de gênero como pânico moral: notas sobre a mídia nas pesquisas sobre os movimentos antigênero” na sessão livre “Jornalismo, gênero e questões étnicas”

    14 horas: sessões coordenadas

    Silvio Costa Pereira participa e coordena a sessão coordenada “Jornalismo Visual” com o trabalho “Por uma compreensão ampliada da imagem na formação dos jornalistas”, assinado com Rafaella Peres

    14 horas: sessões coordenadas das redes

    Professoras Raquel Ritter Longhi e Stefanie Carlan da Silveira, Alessandra Natasha Costa Ramos, Marcelo Barcelos, Lia Pagoto e Ana Carla Pimenta participam da mesa “Jornalismo Transmídia: conceitos, metodologias e interfaces”, promovida pela Jortec

    Alvaro Bufarah Junior participa da mesa “Reconfigurações do radiojornalismo na atualidade”, promovida pela Radiojor

    Professor Rogério Christofoletti e Ébida Santos participam da mesa “Liberdade de expressão, jornalismo e democracia”, promovida pela Renoi

    Professora Cárlida Emerim participa da mesa “Respeito e desrespeito aos Direitos Humanos nas narrativas telejornalísticas”, promovida pela Telejor


  • Nota de pesar: Flávio Porcello

    Publicado em 07/11/2021 às 10:49

    O PPGJOR, consternado com a morte do professor Flávio Porcello e solidário na perda com seus amigos e familiares, reproduz a seguir a nota de pesar emitida pela SBPJOR e pela rede Telejor.

    Nota de Pesar

    É com grande pesar que a Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor) e a Rede de Pesquisadores em Telejornalismo (TELEJOR) comunicam o falecimento na noite do último sábado (6/11), vítima da Covid-19, do pesquisador Flávio Antônio Camargo Porcello, professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), e registram solidariedade aos familiares e amigos.

    Profissional e pesquisador na área de Telejornalismo, Flávio Porcello foi um dos fundadores e primeiro coordenador da  Rede TELEJOR, na qual se mantinha como pesquisador ativo, integrando também seu Conselho Consultivo, com grandes contribuições para o campo da pesquisa em Jornalismo e para a SBPJor. Jornalista formado pela UFRGS em 1977, fez mestrado (2001) e doutorado (2004) na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Organizou e publicou 13 livros na área, além de ter orientado 12 dissertações de mestrado e participado de mais de 60 bancas de mestrado e doutorado.

    Como jornalista, foi repórter especial da TV Globo, SBT, RBS TV, TV Pampa e diretor de programação, de marketing e de relações institucionais da TVE do Rio Grande do Sul. Foi ainda diretor responsável pelas TVs universitárias da PUCRS (1998-2003) e UFRGS (2008-2012). Como repórter, também trabalhou nos jornais Zero Hora e Folha da Manhã e nas sucursais de Porto Alegre dos jornais O Globo, O Estado de S. Paulo e Gazeta Mercantil.

    Mais do que as credenciais profissionais e acadêmicas que lhe renderam profundo respeito entre os pares, Flávio Porcello era dono de uma alegria contagiante, o que o fez cultivar enorme laços de amizade e solidariedade, sempre partilhando afeto e gentileza com as pessoas em seu entorno.

    A cerimônia de despedida de Flávio Porcello ocorre neste domingo (7/11) das 10h às 15h (horário de Brasília) na Avenida Porto Alegre, 320, Porto Alegre (RS).

    Diretoria Executiva da Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor)
    Coordenação da Rede de Pesquisadores em Telejornalismo (TELEJOR)


  • Pesquisadores publicam na E-Compós e na Rizoma

    Publicado em 04/11/2021 às 08:00

    Dois importantes periódicos científicos da área da comunicação, recém-lançados, trazem artigos assinados por pesquisadores do PPGJOR.

    Na E-Compós, editada pela Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação (Compós), o doutorando Dairan Mathias Paul e o professor Rogério Christofoletti publicaram “Valores morais em disputa entre jornalistas e não-jornalistas”, artigo que é um dos resultados da dissertação de Dairan, desenvolvida e defendida no PPGJOR.

    Já o volume 9, número 1, da Rizoma, revista editada pelo Departamento de Gestão e Comunicação da Universidade de Santa Cruz do Sul (RS), a egressa Marina Lisboa Empinotti e a professora Rita de Cássia Romeiro Paulino assinam o artigo “Participação popular na produção e compartilhamento de informação: caso #CoronaVirusBrasil + ‘Bolsonaro’ no Twitter” junto com outros três pesquisadores da Universidade Federal do Pará, Marcos César da Rocha SeruffoYomara Pinheiro PiresKennedy Edson Silva de Souza.


  • Egressos e mestrando do PPGJOR são premiados pela Fapesc

    Publicado em 03/11/2021 às 20:13

    A primeira edição do Prêmio Fapesc de Jornalismo em Ciência, Tecnologia e Inovação reconheceu 37 jornalistas em todo o Estado e consagrou o trabalho de quatro egressos e um mestrando do PPGJOR que atuam na divulgação científica em órgãos jornalísticos em Santa Catarina. Os vencedores foram anunciados na semana passada, com a distribuição de R$ 142 mil em cinco categorias (mídia impressa, internet, fotografia, rádio e TV) nos contextos regionais e estadual.

    Confira os destaques:

    Nome No PPGJOR Categoria
    Ana Paula Luckman egressa 1º lugar Regional para reportagem para internet
    2º lugar Estadual para reportagem para internet
    Carla Algeri egressa 3º lugar Regional para reportagem para internet
    Carlito Costa

    egresso 3º lugar Regional para reportagem em Radiojornalismo

    Dener Alano mestrando 1º lugar Estadual para reportagem em Telejornalismo
    1º lugar Regional para reportagem em Telejornalismo

    Liziane Vicenzi (com Gabriel Wildner Kreutz)  egressa
    1° lugar Estadual em Fotojornalismo
    1° lugar Regional Oeste em reportagem para a internet
    1° e 2° lugar Regional Oeste em Fotojornalismo
    3° lugar Estadual em reportagem para a internet

  • Professora do PPGJOR em missão de pesquisa na Alemanha

    Publicado em 03/11/2021 às 07:45

    A professora Rita de Cássia Romeiro Paulino, do PPGJOR, embarcou para a Alemanha para um curto período de pesquisa junto ao Instituto Erich Brost de Jornalismo Internacional, vinculado à Technische Universität Dortmund. A missão faz parte do projeto “Communication and Democracy: Media Accountability, Public Service Media, Internet Access and the Right to Information in Germany and Brazil”, que reúne pesquisadores brasileiros e germânicos na chamada Probral com financiamento da Capes e do Escritório de Intercâmbio Acadêmico Alemão (DAAD).

    A pesquisadora vai trabalhar com a equipe da professora Susanne Fengler para desenvolver a primeira fase do newsgame do tipo serious game, que tem como tema democracia, comunicação e imigração. Segundo Rita Paulino, esta primeira etapa consiste na coleta de informações a partir das referências e observações dos professores sobre as condições da cobertura jornalística na Alemanha sobre o processo migratório, além de estudos para dinâmica e cenários do jogo.

    O objetivo é fazer um jogo também de letramento com personagem que pode ser um estudante ou recém-formado em Jornalismo, que terá deverá aprender a fazer coberturas jornalísticas sobre imigração. Durante o jogo, várias situações podem remeter a reflexões como democracia, comunicação ou desinformação, bem como questões sociais envolvidas nesse tipo de cobertura. O personagem deverá tomar decisões de acordo com os caminhos escolhidos e aprender com cada etapa do enredo a como lidar com situações reais.

    O lado brasileiro do projeto Probral tem equipes no PPGJOR/UFSC, na UnB e na Unesp. O coordenador nacional é o professor Danilo Rothberg. A professora Rita Paulino fica na TU Dortmund até dia 16 de novembro, e retorno na sequência ao Brasil.


  • Pesquisador do PPGJOR participa de evento da Inglaterra

    Publicado em 27/10/2021 às 20:30

    A University of Worcester, no sudoeste da Inglaterra, realiza na próxima semana, a conferência Questions of Accountability: Prerogatives, Power and Politics, evento internacional que discute como a transparência, a responsabilidade e a prestação de contas são tratadas na política, no direito, na mídia e na vida social.

    A conferência acontece de forma remota, e reúne participantes do Reino Unido, Estados Unidos, Suécia, Bulgária, Austrália, República Tcheca e Argentina. Representam o Brasil os professores Rogério Christofoletti (PPGJOR/UFSC), Danilo Rothberg (Unesp) e Fernando Oliveira Paulino (UnB). Eles participam do painel “Democratic Accountability, Media and Populism”, que acontece na segunda, 1º, e que vai traçar paralelos sobre as realidades brasileira, da China, Rússia e Europa Oriental. O trabalho “Authoritarian Populism and Illiberal Turn against Accountability in Brazil”, apresentado pelos professores brasileiros é um dos desdobramentos do projeto Probral, que reúne pesquisadores brasileiros e alemães com financiamento da Capes e DAAD.

    A conferência na University of Worcester tem atividades programadas até a sexta, 5, com palestras, painéis e apresentação de trabalhos. A universidade é uma das mais prestigiadas e premiadas no Reino Unido.


  • Doutorandos assinam capítulo em livro da Renami

    Publicado em 26/10/2021 às 08:20

    Os doutorandos Magali Moser e Rafael Rangel Winch são os autores de um dos capítulos do e-book “Narrativas Midiáticas Contemporâneas: Perspectivas Protagonistas” (Catarse, 2021), recém-lançado pela Rede de Pesquisa Narrativas Midiáticas Contemporâneas (RENAMI) e organizado pelos professores Demétrio de Azeredo Soster e Mara Rovida. O quinto livro da Renami tem prefácio assinado pela professora Cremilda Medina.

    Em “As narrativas de mulheres como protagonistas da série documental ‘Em nome de Deus'”, Magali e Rafael mapeiam e discutem os lugares das protagonistas na série lançada pela Globoplay, em 23 de junho de 2020, em uma parceria entre o serviço de streaming da TV Globo e o Canal Brasil. A reflexão teórica se ancora em dois eixos temáticos: narrativas jornalísticas audiovisuais e fontes testemunhais como personagens. O livro se encontra disponível para download no site da Editora Catarse.