Professora do PPGJOR em missão de pesquisa na Alemanha

03/11/2021 07:45

A professora Rita de Cássia Romeiro Paulino, do PPGJOR, embarcou para a Alemanha para um curto período de pesquisa junto ao Instituto Erich Brost de Jornalismo Internacional, vinculado à Technische Universität Dortmund. A missão faz parte do projeto “Communication and Democracy: Media Accountability, Public Service Media, Internet Access and the Right to Information in Germany and Brazil”, que reúne pesquisadores brasileiros e germânicos na chamada Probral com financiamento da Capes e do Escritório de Intercâmbio Acadêmico Alemão (DAAD).

A pesquisadora vai trabalhar com a equipe da professora Susanne Fengler para desenvolver a primeira fase do newsgame do tipo serious game, que tem como tema democracia, comunicação e imigração. Segundo Rita Paulino, esta primeira etapa consiste na coleta de informações a partir das referências e observações dos professores sobre as condições da cobertura jornalística na Alemanha sobre o processo migratório, além de estudos para dinâmica e cenários do jogo.

O objetivo é fazer um jogo também de letramento com personagem que pode ser um estudante ou recém-formado em Jornalismo, que terá deverá aprender a fazer coberturas jornalísticas sobre imigração. Durante o jogo, várias situações podem remeter a reflexões como democracia, comunicação ou desinformação, bem como questões sociais envolvidas nesse tipo de cobertura. O personagem deverá tomar decisões de acordo com os caminhos escolhidos e aprender com cada etapa do enredo a como lidar com situações reais.

O lado brasileiro do projeto Probral tem equipes no PPGJOR/UFSC, na UnB e na Unesp. O coordenador nacional é o professor Danilo Rothberg. A professora Rita Paulino fica na TU Dortmund até dia 16 de novembro, e retorno na sequência ao Brasil.

Tags: capesinternacionalizaçãoProbralprofessores

Câmara faz audiência sobre avaliação da pós-graduação e atuação da Capes

17/10/2021 14:25

A Câmara Federal realiza amanhã, 18, às 9 horas, a Audiência Pública “Avaliação Quadrienal (2017-2020) e a atuação da Capes”. Participam do evento o presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Renato Janine Ribeiro, a presidente da Associação de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (Anped), Geovana Lunardi, a vice-presidente da Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), Stella Gontijo. A Capes será representada pela sua presidente, Claudia de Toledo, e o Ministério Público Federal pelo procurador-geral Augusto Aras.

A audiência pública é o primeiro grande fórum institucional após a suspensão pela Justiça da Avaliação Quadrienal de mais de 5 mil cursos de mestrado e doutorado no país. É também a oportunidade de conhecer a atuação da Capes para reverter a situação, bem como a disposição do Ministério Público Federal em trabalhar no caso.

Para assistir à audiência, basta entrar no link: https://youtu.be/M9HNnBgsgwA

Tags: avaliaçãocapespós-graduação

Entidades da comunicação discutem cortes na ciência

15/10/2021 07:35

O Ministério da Economia sinalizou cortes de quase R$ 600 milhões no orçamento da Ciência e Tecnologia para 2022. A medida representa uma redução de 92% das verbas, gerando impactos severos no pagamento de bolsas na pós-graduação e no financiamento de pesquisas em todas as áreas. Sociedades científicas estão se mobilizando para reverter a situação e hoje, 15 de outubro, é o Dia da Mobilização em Defesa da Ciência, com diversos eventos discutindo soluções para o que pode ser um apagão inédito no setor.

Em meio à programação de hoje, entidades científicas da comunicação promovem o debate “Comunicação, Ciência e Tecnologia: que Brasil queremos?”. Participam Ana Regina Rêgo, membra do GT SBPC de pós-graduação, Cássio de Souza Borges, diretor da ANPG, Cláudia Lago, coordenadora do Fórum de Humanidades, Fernando Oliveira Paulino, presidente da Socicom, Jader Janotti, representante da área de Comunicação no CNPq, Marcos Paulo da Silva, presidente da SBPJor, e Roseli Fígaro, presidenta da Compós. O debate começa às 10 horas e pode ser acompanhado aqui.

Tags: capesciênciacnpqcortes no orçamento

Compós defende sistema de avaliação da Capes

29/09/2021 17:10

A notícia da suspensão pela justiça do processo de avaliação da pós-graduação no Brasil causou surpresa e indignação dos coordenadores de PPGs da área da Comunicação. Em reunião, o Conselho da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação discutiu o assunto e decidiu emitir nota em defesa do sistema avaliativo da Capes, que é resultado da ação coletiva de PPGs de 49 áreas de conhecimento no país.

O PPGJOR participou da reunião, na manhã de hoje, 29, e é um dos signatários da nota, reproduzida a seguir:

EM DEFESA DA AVALIAÇÃO DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO NO BRASIL

EM DEFESA DO SISTEMA CAPES DE AVALIAÇÃO

O Conselho da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação (COMPÓS), reunido nesta quarta-feira, dia 29 de setembro de 2021, deliberou por unanimidade manifestar irrestrita adesão aos esforços pela retomada da Avaliação Quadrienal 2017/2020, suspensa por decisão liminar da Justiça Federal do Rio de Janeiro em resposta a ação civil pública conduzida pelo MPF.

A defesa da Avaliação Quadrienal leva em consideração o cumprimento do Plano Nacional de Pós-Graduação, modelo de avaliação construído, desde 1976, no âmbito da CAPES e que permitiu viabilizar um dos mais robustos e qualificados sistemas de pós-graduação do mundo, validado pelas diversas áreas de conhecimento, pelos programas e, sobretudo, pelos pares (docentes e discentes). É também o reconhecimento ao avanço da avaliação, sobretudo na área de Comunicação e Informação, como um processo que evolui no tempo e que precisa ser permanentemente atualizado.

O Conselho da COMPÓS reforça ainda sua preocupação com a continuidade e com a conclusão do presente processo de Avaliação e pleiteia que seja acompanhado, até o final, pela mesma equipe de coordenadores que conduziu o processo até este momento, solicitando, para este fim, que os mandatos dos atuais coordenadores sejam prorrogados até a plena conclusão da Avaliação Quadrienal 2017/2020.

A COMPÓS continuará atenta aos movimentos em torno da questão, na defesa intransigente da qualidade da pós-graduação e atuará em conjunto com as demais associações da área e dos fóruns interdisciplinares para que a liminar venha a ser cassada e o processo de avaliação tenha continuidade, na forma como foi legitimamente construído e aprovado pelos programas e pelo CTC-ES.

Tags: avaliaçãocapescompóspós-graduação

Justiça suspende avaliação da pós-graduação

24/09/2021 08:44

A Justiça Federal determinou a suspensão imediata do processo de avaliação dos programas de pós-graduação feito pela Capes. A decisão assinada pela juíza Andrea de Araujo Peixoto, da 32ª Vara Federal do Rio de Janeiro, é provisória e concede liminar após pedido do Ministério Público Federal daquele estado.

Na ação civil pública, o MPF questiona os critérios usados na avaliação e pede a suspensão do processo até que a Capes apresente como são examinados milhares de cursos de Mestrado e  Doutorado no país. A juíza Andrea Peixoto deu 30 dias para que a agência preste esclarecimentos. Ontem, os sistemas de informática do processo já ficaram indisponíveis para os avaliadores. Ontem também o Senado aprovou requerimento de convocação da presidente da Capes Claudia Queda de Toledo.

A decisão de suspensão do processo de avaliação pegou de surpresa pesquisadores e associações científicas de todas as áreas. O clima é de incerteza, apreensão e frustração, já que a comunidade científica se prepara e espera com ansiedade o resultado desses processos para qualificar seus cursos e receber verbas de custeio.

O PPGJOR participará de reunião do Conselho da Associação dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação (Compós) no próximo dia 29 que tratará da questão.

Tags: avaliaçãocapespós-graduaçãoPPGJor

Compós e Ancib criticam dissolução do CTC pela presidente da Capes

17/09/2021 18:39

A comunidade científica foi supreendida esta semana com a decisão da presidente da Capes, Claudia Mansani Queda de Toledo, de dissolver o Conselho Técnico Científico do Ensino Superior (CTC-ES). O órgão colegiado é a instância que define e regula o processo de avaliação da pós-graduação no Brasil. Alegando uma tecnicalidade jurídica, Queda de Toledo destituiu todos os vinte membros do conselho, aumentando ainda mais as tensões já existentes entre a cúpula da Capes e os representantes dos programas de pós.

Após a emissão da portaria que dissolve o CTC, seus ex-membros emitiram nota, manifestando preocupação sobre os rumos da avaliação. Associações científicas também se posicionaram contrárias à medida, como foi o caso da Associação Brasileira de Programas de Pós-Graduação em Comunicação (Compós) e Ancib, que representa programas da Ciência da Informação.

Em carta aberta à comunidade científica, Compós e Ancib consideraram a medida um gesto autoritário e que traz insegurança jurídica, pois permite a anulação de atos dos últimos anos. A dissolução do CTC “aprofunda a crise institucional já bastante avançada de cortes de verbas e bolsas, instabilidade administrativa e falta de normatização do processo de avaliação em andamento”, diz a carta da Compós e Ancib, que pedem “recondução proporcional dos membros do CTC-ES, em um processo democrático e de boa-fé que garanta a necessária continuidade ao processo avaliativo em curso”, e mais “transparência e princípios democráticos do processo de recondução do CTC-ES e manutenção integral das decisões do já decidido e executado pelo Colegiado, desde 2018, sem prejuízo aos processos em andamento”.

O PPGJOR é membro da Compós e apoia o documento.

Tags: capescompóspós-graduação

Bolsas Fapesc/Capes: resultado da seleção no PPGJOR

06/07/2021 11:59

A Comissão Permanente de Bolsas do PPGJOR/UFSC e a Coordenação do Programa divulgam o resultado da seleção interna destinada a selecionar e indicar pós-graduandos(as) interessados(as) na alocação de bolsas a que se refere o edital Fapesc/Capes Nº 21/2021. O edital é destinado ao credenciamento de Instituições de Ensino Superior (IES) de Santa Catarina, para fins de concessão de bolsas de Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado a Programas de Pós-Graduação classificados pela CAPES como sendo Emergentes ou em Consolidação.

Conforme o edital, cada IES credenciada receberá, para cada um dos PPGs Emergentes ou em Consolidação, ao menos uma (01) cota de bolsa de Mestrado e uma (01) cota de bolsa de Doutorado. Em relação ao PósDoutorado, a destinação de cota de bolsa será definida pela IES credenciada (a UFSC, no caso do PPGJOR).

A indicação às bolsas, portanto, ainda depende da Fapesc e da UFSC. Os selecionados no processo interno do PPGJOR devem aguardar o contato da coordenação, que depende de tais definições. Devem também estar atentos ao cumprimento de todos os requisitos e documentos necessários à indicação, conforme as orientações divulgadas pelo Programa em 14 de junho.

O resultado final do processo de seleção interna é o seguinte:

Mestrado

1º. Ricardo Borges Leite

2º. Eduarda Pereira

3º. Diana Mannes Koch

Doutorado

1º. Marisvaldo Silva Lima

Pós-Doutorado

1º. Fernanda Nascimento da Silva

Tags: bolsas 2021capesFapescgestão do PPGJOR

Nota da direção e dos programas de pós-graduação do CCE sobre nomeação da nova presidente da Capes

22/04/2021 14:24

Tornamos públicas a nossa preocupação e a nossa indignação diante da nomeação de Cláudia Mansani Queda de Toledo como presidenta da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Somamo-nos, assim, às manifestações de diferentes sociedades científicas que veem com apreensão tal decisão. A atual presidenta não tem qualificação nem experiência acadêmica condizentes com o comando de uma agência estratégica para o desenvolvimento da pesquisa, que avalia, conduz e financia todo o sistema de pós-graduação do país. Por isso, solicitamos que o Ministério da Educação reveja urgentemente o ato, a fim de não colocar em risco os avanços da pós-graduação no Brasil.

Florianópolis, 20 de abril de 2021.

Fábio Lopes da Silva – Diretor do CCE/UFSC

Andréia Guerini – Coordenadora do PPGET/UFSC

Carlos Eduardo Capela – Coordenador do PPLIT/UFSC

Rosane Silveira – Coordenadora do PPGI/UFSC

Rogério Christofoletti – Coordenador do PPJOR/UFSC

 

Leia notas da Sociedade Brasileira de Física, da Compós e ANCIB e da Abralin,Anpoll, ABH, Abralic e ABPI.

Tags: capespós-graduação
  • Página 1 de 2
  • 1
  • 2